G1 > Economia
Com disparada da inflação, BC deve elevar juro ao maior nível em um ano e meio, prevê mercado
Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central se reúne nesta quarta para fixar taxa básica de juros. Atualmente em 3,5% ao ano, mercado vê Selic subindo para 4,25% a 4,5% ao ano. A disparada da inflação deve levar nesta quarta-feira (16) o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central a elevar a taxa básica de juros da economia brasileira pela terceira vez consecutiva. A decisão será anunciada após as 18h. A expectativa da maior parte do mercado financeiro, segundo pesquisa realizada na semana passada pelo BC com mais de cem instituições financeiras, é de um novo aumento de 0,75 ponto percentual — o que levaria a taxa básica dos atuais 3,5% para 4,25% ao ano (veja a evolução da taxa no gráfico abaixo). Entretanto, parte dos analistas dos bancos estima uma alta maior, de um ponto percentual, para 4,5% ao ano. Em ambos os casos, seria o maior nível para a taxa Selic desde o final de 2019 — quando o juro básico estava em igual patamar. Além disso, as previsões dos economistas são de que os aumentos continuarão no decorrer deste ano. A previsão é de que a Selic termine 2021 em 6,5% ao ano, o que representará, se confirmado, uma forte puxada em relação aos 2% ao ano registrados no começo de 2021. Taxa Selic: entenda o que é a taxa básica de juros da economia brasileira Alta da inflação O Copom fixa a taxa básica de juros com base no sistema de metas de inflação, olhando para o futuro pois as decisões demoram de seis a nove meses para terem impacto pleno na economia. Neste ano, a meta central é de 3,75%, mas o IPCA pode ficar entre 2,25% a 5,25% sem que a meta seja formalmente descumprida. Para 2022, a meta central é de 3,5% e será oficialmente cumprida se o índice oscilar de 2% a 5%. Em maio, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – a inflação oficial do país – ficou em 0,83% segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi o maior resultado para um mês de maio desde 1996 (1,22%). Em 12 meses até maio, a inflação atingiu 8,06%, muito acima do teto da meta do governo para o ano – o centro da meta é de 3,75% em 2021, podendo variar entre 2,25% e 5,25%. A meta, porém, só é atingida, ou superada, ao fim de cada ano. Para 2022, meta no qual o BC já está mirando ao fixar o juro básico, a previsão do mercado financeiro está em 3,78%, ou seja, acima do objetivo centra de 3,5% fixado pelo Conselho Monetário Nacional. Os números mostram que a inflação subiu nos últimos meses por conta do aumento dos preços das "commodities" (produtos com cotação internacional, como alimentos, minério de ferro e petróleo, entre outros), por conta da retomada do crescimento da economia mundial, além dos combustíveis e do dólar (que torna insumos e importados mais caros). Mais recentemente, embora o dólar tenha caído, um novo fator tem pressionado os preços: o aumento da energia elétrica, causado pela crise hídrica. "O maior acionamento das termelétricas, frente à possível crise de abastecimento de energia, e a perspectiva de retomada do comércio e serviços podem pressionar a inflação no segundo semestre", avaliou Gustavo Sung, economista da Suno Research. Consequências De acordo com economistas, o aumento do juro básico da economia, se confirmado, resultará em taxas bancárias mais elevadas, com reflexo mais forte no crédito imobiliário. Nos últimos meses, os juros bancários já começaram a subir. Veja os impactos da alta dos juros na economia A elevação da taxa de juros, também influencia negativamente o consumo da população e os investimentos produtivos, impactando, assim, o emprego e a renda. Na contramão do PIB, renda do brasileiro cai 10% com inflação em alta e desemprego recorde Outra consequência do aumento da Selic são despesas maiores com os juros da dívida pública. Segundo analistas, cada um ponto de alta no juro básico representa gastos do governo de R$ 32 bilhões, se mantidos em 12 meses. Um crescimento de 4,5 pontos na taxa Selic em 2021, prevista pelo mercado, geraria cerca de R$ 145 bilhões a mais nas despesas com juros. Esse valor superaria os R$ 103 bilhões de limite autorizados, até o momento, para o pagamento de despesas emergenciais com a Covid-19 neste ano. Mesmo com a extensão do auxílio emergencial por até três meses, que vem sendo sinalizada pela área econômica, as despesas com juros ainda seriam maiores - se mantidas em 12 meses. Por fim, aplicações financeiras em renda fixa, como a caderneta de poupança, tendem a render um pouco mais. Com o juro básico em 4,25% ao ano mais taxa referencial (TR), por exemplo, a poupança passará a render 2,975% ao ano, contra 2,45% ao ano, mais TR (com taxa Selic em 3,5% ao ano). Essa melhora acontecerá, entre outros, nos investimentos em títulos públicos, vendidos por meio do Tesouro Direto, além de Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA). Há incidência de imposto de renda sobre as aplicações no Tesouro Direto, mas não nas LCI e LCA.
Auxílio Emergencial 2021: Caixa libera saques e transferências a nascidos em novembro; veja calendários

Pagamento da segunda parcela do benefício terminou em maio para todos os públicos; veja os calendários das próximas parcelas. A Caixa Econômica Federal (Caixa) libera nesta quarta-feira (16) os saques e transferências da segunda parcela do Auxílio Emergencial aos beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família nascidos em novembro, que receberam a parcela em poupança social digital no dia 28 de maio. O pagamento da segunda parcela do auxílio para este público terminou em 30 de maio. Para quem faz parte do Bolsa Família, os pagamentos foram até 31 de maio. Os pagamentos da terceira parcela do benefício começam em 17 de junho para o público do Bolsa Família, e em 18 de junho para os demais beneficiários. (veja nos calendários mais abaixo). Terei direito£ Quanto vou receber£ Veja perguntas e respostas Veja o calendário completo Veja como saber se você vai receber Saiba como contestar se você teve o beneficio negado Beneficiário precisa estar com o CPF regular; saiba como fazer SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL Auxílio emergencial 2021: entenda as regras da nova rodada VEJA QUEM PODE SACAR A PARTIR DESTA QUARTA: trabalhadores que não fazem parte do Bolsa Família, nascidos em novembro Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/ Calendários de pagamento Veja abaixo os calendários de pagamento. BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família Economia G1 BENEFICIÁRIOS FORA DO BOLSA FAMÍLIA Auxílio Emergencial calendário completo 15.06.21 Economia G1 VÍDEOS: as últimas notícias sobre o Auxílio Emergencial n
NFT: 5 pontos sobre a tecnologia que torna um arquivo digital ‘único’
Saiba o que uma enterrada de Lebron James, um tuíte e um gif de gatinho têm em comum. NFT: 5 pontos sobre a tecnologia que torna um arquivo digital ‘único’ O NFT é uma tecnologia que permite o registro de qualquer tipo de arquivo digital. Seu objetivo é tornar uma imagem, vídeo ou som algo "único" o associando a este código de computador. Isso possibilitou que enterradas de Lebron James na NBA, tuítes e até um gif de gatinho fossem vendidos por milhares ou até milhões de dólares. Neste vídeo, o G1 mostra 5 pontos para explicar o NFT. VÍDEO: Primeira obra com certificado NFT da história vai a leilão em Nova York 1. O que significa NFT£ A sigla significa, em inglês, non-fungible token. Em tradução para português fica token não fungível. Fungível é algo que pode ser substituído, então esses tokens, que são códigos eletrônicos, são únicos, insubstituíveis. 2. A associação de NFT com arquivos O NFT vira um selo digital que pode ser associado a uma foto, um vídeo ou qualquer tipo de arquivo digital. Quem quiser pode registrar seus arquivos como NFT, basta procurar uma empresa que faz o serviço. Geralmente, existe uma taxa para a criação dos NFTs. 3. De onde vem o NFT£ Os arquivos digitais são registrados pelo sistema blockchain. Esta é a mesma tecnologia de criptomoedas, moedas digitais, como o Bitcoin. Ela funciona como um grande livro contábil, que vai registrando transações e registros, sempre com criptografia. as operações são feitas por um montão de computadores espalhados pelo mundo. Toda informação incluída na blockchain não pode, em teoria, ser alterada. 4. Vendas milionárias com NFT As compras de NFT podem ser feitas criptomoedas, mas alguns sites aceitam também cartão de crédito. Mas o que chama atenção é o valor de venda. Um famoso gif do gatinho, o Nyan Cat, foi arrematado por 300 ethereums, o que dá mais de R$ 3,7 milhões na cotação atual. O chefão do twitter, Jack Dorsey, também resolveu vender o seu primeiro tuíte, de 2006. O post atingiu 1.600 ethereums, o que dá mais de R$ 20 milhões de reais. 5. Vantagens do NFT Mas tudo isso torna obra única£ Na teoria, sim. Aquele arquivo específico da imagem digital vai ficar conectado com aquele certificado único, garantindo quem é o dono daquilo. No entanto, isso não impede que outras pessoas copiem imagens, do mesmo jeito que você pode imprimir uma Mona Lisa e ter em sua casa. A vantagem é que artistas podem vender seu trabalho na internet com mais facilidade, com esse selo de autenticidade. Essas obras podem se valorizar, o que torna o NFT se um negócio promissor para colecionadores e investidores. Obra de arte digital é vendida por quase US$ 70 milhões
Câmara aprova MP que libera R$ 450 milhões para ações voltadas a vítimas de calamidades
Pelo texto, crédito extraordinário é destinado ao Ministério do Desenvolvimento Regional e voltado a ações para pessoas atingidas por desastres naturais. MP segue para o Senado. A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (15) uma medida provisória (MP) que abre crédito extraordinário de R$ 450 milhões para o Ministério do Desenvolvimento Regional financiar ações de proteção e defesa civil voltadas a pessoas atingidas por desastres naturais. A MP está em vigor desde que foi editada pelo governo. Com a aprovação pela Câmara, por 431 votos a 3, o texto agora seguirá para votação no Senado. À época da edição da medida provisória, em fevereiro, diferentes regiões do país sofriam com intensas chuvas. Na justificativa apresentada, o governo afirmou que janeiro de 2021 registrou recorde histórico. “A urgência e a relevância deste crédito extraordinário são justificadas pela necessidade de atendimento às populações afetadas pelos diversos desastres naturais, os quais requerem ação de resposta imediata de forma a atenuar a situação dessas populações”, justificou o governo. “A imprevisibilidade é justificada em razão da ocorrência de recorde histórico no número de desastres naturais no início deste ano, principalmente resultantes de chuvas intensas, que ocorreram em número 4,5 vezes maior que a média dos exercícios anteriores”, concluiu. "A matéria socorre a defesa civil, dá recursos importantes a pessoas que tiveram ocorrências e presta socorro, especialmente àquilo que ocorreu no início deste ano em várias localidades, com enchentes e pessoas que ficaram sem condições”, afirmou líder do Cidadania, Alex Manente (SP), durante a votação.
Cristiano Ronaldo gera 'perda' de R$ 20 bilhões à Coca-Cola ao trocar refrigerante por água em coletiva
CR7 fez as ações da multinacional, patrocinadora da Eurocopa, caíram 1,6%, chegando ao valor mínimo de US$ 55,22. O jogador Cristiano Ronaldo gerou uma 'perda' de US$ 5 bilhões em valor de mercado, pouco mais de R$ 20 bilhões, à Coca-Cola na segunda-feira (14), em entrevista coletiva da Seleção Portuguesa pela Eurocopa, ao retirar duas garrafas de Coca-Cola mantidas à sua frente para defender o consumo de água. Após empurrar as duas as garrafinhas da Coca-Cola, patrocinadora do torneio europeu, para o lado mesa da coletiva, o CR7 segurou uma garrafa de água e gritou em português: "Água!" Com o gesto, o mercado abriu na segunda-feira (14) com as ações da Coca-Cola custando cerca de US$ 56,10 (o equivalente a R$ 285). Meia hora depois do fim da coletiva de Cristiano Ronaldo, as ações da empresa caíram 1,6%, chegando ao valor mínimo de US$ 55,22 (aproximadamente R$ 280). Initial plugin text Essa não foi a primeira vez que CR7 mostrou não ser adepto de refrigerantes. No passado, ele já comentou sobre como evita oferecer essas bebidas ao filho. "De vez em quando, meu filho bebe Coca-Cola ou Fanta e come batatas fritas e sabe que não gosto disso", disse Ronaldo, ao site espanhol Marca. Em resposta à atitude do jogador, a Coca-Cola na Europa afirmou que "todos têm direito às suas preferências de bebida e têm gostos e necessidades diferentes".
Covid: Câmara aprova projeto que prevê dedução de IR a empresas que incentivarem pesquisas
Pelo texto aprovado, dedução não pode ultrapassar 30% do imposto devido ou 50% se empresa atuar nos ramos de saúde ou medicamentos. Proposta segue para o Senado. A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (15) um projeto que prevê a dedução do Imposto de Renda exercício 2021 a empresas que incentivarem pesquisas relacionadas a prevenção, controle, tratamento e mitigação da Covid-19. Com a aprovação, o texto, apresentado pelo deputado Carlos Jordy (PSL-RJ), seguirá para o Senado. A proposta institui o programa Pró Pesquisa Covid-19, que terá validade enquanto durar a pandemia e será financiado com o aumento do PIS, de 1% para 2%, e da Cofins, de 4% para 5%, nos casos de alienação de participações societárias. Segundo o texto, a pessoa jurídica tributada com base no lucro real (receitas menos despesas) poderá deduzir do Imposto de Renda devido o total das doações feitas em espécie. A dedução, no entanto: não pode ultrapassar 30% do imposto devido, mas, se a empresa for das áreas de saúde ou medicamentos, o limite será de 50%; deverá corresponder às doações em espécie efetuadas dentro do período de apuração trimestral ou anual do imposto; não exclui ou reduz outros benefícios e deduções em vigor. >>> Veja no vídeo abaixo que a Universidade de Brasília (UnB) busca doações para dar continuidade a pesquisas sobre a Covid: UnB busca doações para dar continuidade a pesquisas sobre a Covid-19 Outros pontos O texto, relatado pela deputada Soraya Santos (PL-RJ), fixa também um limite de impacto orçamentário de R$ 400 milhões para 2021 e R$ 600 milhões em 2022. O governo deverá informar quando este teto for atingido, segundo o texto. A regulamentação dos recursos depositados para incentivar as pesquisas ficará a cargo do Ministério de Ciência e Tecnologia, que também emitirá um selo de "atuação cidadã" às empresas.
SP, MG e RR são estados onde é mais fácil manter um negócio, diz Banco Mundial; veja ranking
Relatório divulgado nesta terça analisou 'boas práticas' e 'obstáculos regulatórios' nos 26 estados e no DF. Segundo documento, Pernambuco, Espírito Santo e Amapá ocupam últimas posições. O Banco Mundial divulgou nesta terça-feira (15) um relatório no qual informou que São Paulo, Minas Gerais e Roraima são os estados onde é mais fácil abrir e manter um negócio. De acordo com o estudo, Pernambuco, Espírito Santo e Amapá ocupam as últimas posições. >>> Veja o ranking mais abaixo. Esta é a primeira vez que a instituição relaciona "boas práticas" e "obstáculos regulatórios" em todos os 26 estados e o Distrito Federal. Até então, o relatório abrangia somente os dados de São Paulo e Rio de Janeiro. Segundo o documento, chamado "Doing Business Subnacional Brasil 2021", cinco indicadores foram levados em consideração: abertura de empresas: tempo, procedimentos e custos para iniciar formalmente as atividades de uma empresa; obtenção de alvará de construção: tempo, procedimentos e custos para uma empresa obter o alvará de construção; registro de propriedades: tempo, procedimentos e custos para que uma empresa possa adquirir uma propriedade comercial de outra e transferir o título de propriedade para o seu nome. Inclui também avaliação da qualidade do sistema de administração fundiária; pagamento de impostos: impostos e contribuições obrigatórias que as empresas devem pagar ao longo do ano, além do tempo e processos envolvidos; execução de contratos: tempo e custo necessários para resolver um litígio comercial recorrendo a um tribunal local de primeira instância. Para fazer o relatório, o Banco Mundial utilizou dados até 1º de setembro de 2020. Foram analisadas somente as capitais de cada estado brasileiro. Em nota, a instituição destaca que nenhum estado ocupa o primeiro lugar nos cinco indicadores analisados, o que mostra que "há espaço para que todos os estados aprendam uns com os outros". No ranking geral que mede a facilidade de fazer negócios, medido pelo Banco Mundial no relatório "Doing Bussiness", o Brasil ocupa a 124ª colocação entre 190 países. Ranking Veja o ranking divulgado pelo Banco Mundial: São Paulo Minas Gerais Roraima Paraná Rio de Janeiro Tocantins Mato Grosso do Sul Sergipe Ceará Piauí Goiás Distrito Federal Rondônia Acre Maranhão Amazonas Paraíba Alagoas Mato Grosso Santa Catarina Rio Grande do Norte Rio Grande do Sul Pará Bahia Amapá Espírito Santo Pernambuco >>> Veja no vídeo abaixo como foi a abertura de empresas em São Paulo em 2020: Número de abertura de empresas no estado de SP cai 72% em um ano Outros destaques No relatório, o Banco Mundial também comparou a média nacional dos estados brasileiros com o restante do mundo. Os principais destaques são: Em média, abrir uma empresa no país exige 15,4 dias e 11,1 procedimentos. O tempo é melhor que a média dos países da América Latina e Caribe (29,5 dias), mas pior que o observado nas economias de alta renda da OCDE (9,5), organização que o Brasil quer se tornar país-membro; No Brasil, em média, a obtenção de alvarás de construção requer uma média de 22 procedimentos e 323 dias. O processo é mais complexo do que nos demais países da América Latina e dos países-membros da OCDE; O processo de transferência de propriedades do Brasil é o mais burocrático do mundo, exigindo 15 procedimentos e 39 dias. Contudo, o processo é menos caro, em média, do que em outras economias do Brics (bloco que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), América Latina e Caribe e nos países da OCDE; As empresas gastam, em média, entre 1.483 e 1.501 horas por ano no Brasil para preparar, declarar e pagar impostos. É o período mais longo entre 190 economias analisadas; Resolver uma disputa comercial nas varas cíveis no Brasil leva em média 32 meses e custa 27,2% do valor da ação (estimado em R$ 66.965). Esse processo é mais demorado e mais oneroso do que a média dos países da OCDE. O estudo foi encomendado pelo governo e financiado pela Confederação Nacional de Bens, Comércio e Turismo (CNC), da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).
Quase metade da vegetação do Cerrado é natural, aponta pesquisa

Mapeamento realizado em parceria da Embrapa com o Inpe demonstrou que cerca de 29% da área do bioma é usada em pastagens. Cerrado Brasileiro. Globo Repórter Quase 29% da área do Cerrado brasileiro é usada em pastagens, apontou o mapeamento TerraClass Cerrado 2018, divulgado nesta terça-feira (15). O bioma possui ainda 49,4% da sua vegetação natural primária e 4,7% vegetação natural florestal secundária, segundo o estudo. Os dados foram produzidos em uma parceria do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), vinculado ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e foram disponibilizados no GeoPortal TerraClass. O TerraClass é um projeto que começou em 2008, com foco em áreas desflorestadas na região da Amazônia Legal. Agora, com informações também do Cerrado, a plataforma tem como objetivo fornecer dados oficiais sobre o uso e cobertura da terra referentes a este bioma, sem focar no desmatamento. Segundo a Embrapa, a ferramenta assume um papel estratégico no projeto “Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado”, conhecido como FIP Paisagens Rurais e apoiado pelo Programa de Investimento Florestal (FIP - Forest Investment Program), que por sua vez visa fortalecer a adoção de práticas de conservação e recomposição da vegetação nativa, além de práticas agropecuárias de baixa emissão de carbono no Cerrado. A expectativa da coleta de dados, que acontece bienalmente, é de identificar, delimitar, mapear e analisar as mudanças do uso e cobertura da terra, e da paisagem, em 10 bacias hidrográficas definidas para a implementação das ações de recuperação de áreas degradadas nas propriedades rurais aderentes ao FIP Paisagens Rurais, de acordo com a Embrapa. Além dos dados divulgados nesta terça-feira, estão previstas outras duas amostras com os anos base de 2020 e 2022, com o apoio também da Embrapa Cerrados, Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Senar. Mapeamento TerraClass está disponível no GeoPortal. Divulgação / Ministério da Agricultura. Em relação a agricultura, o estudo a divide em diversas subcategorias, uma delas foi adotada pela primeira vez. Se trata da agricultura temporária de um e de mais de um ciclo produtivo por ano agrícola, que se refere às áreas usadas para a produção de mais de um alimento, possibilitando ao produtor obter duas safras e não apenas uma no mesmo ano agrícola. De acordo com o estudo, em 2018, 77% destas atividades ocorreram sobre áreas já consolidadas de agricultura, 14% sobre pastagens e 5% sobre áreas naturais de 2013. A pesquisa também constatou que 76% da área destinada à agricultura se manteve como área consolidada e estável, entre 2013 e 2018. Para João Adrien, diretor de Regularização Ambiental do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), o TerraClass é importante para "planejar políticas públicas, entender onde são as áreas de maior restauração ambiental e como o governo pode disponibilizar crédito e gerar incentivos para essa restauração. Ao mesmo tempo, também ajuda o país a mensurar suas emissões de carbono”. VÍDEOS: tudo sobre agronegócios
Governo sanciona lei que reduz taxa sobre serviços via satélite para baratear banda larga
Texto foi proposto pelo Executivo e aprovado pelo Congresso. Bolsonaro vetou trecho que liberava serviços de 'streaming' de pagar contribuição para fundo do setor audiovisual. O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta terça-feira (15), em cerimônia no Palácio do Planalto, a lei que reduz taxa e contribuições sobre serviços via satélite a fim de baratear o acesso à internet banda larga. Ao sancionar o texto, contudo, Bolsonaro vetou o trecho que liberava serviços de "streaming" de pagar contribuição para o fundo de desenvolvimento da indústria audiovisual no Brasil (leia detalhes mais abaixo). A lei tem origem em uma medida provisória editada pelo governo. O texto foi aprovado pela Câmara dos Deputados em 20 de maio e pelo Senado no dia 25. No entanto, como os senadores alteraram a redação, os deputados tiveram de votar o texto novamente, o que aconteceu em 26 de maio. De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência, a lei será publicada no "Diário Oficial da União" desta quarta (16). A lei prevê a redução das seguintes taxas: Taxa de Fiscalização da Instalação de estações de Serviços Suportados por Meio de Satélite: passa de R$ 201,12 para R$ 26,83. Novo valor vale para estação terrena de pequeno porte com capacidade de transmissão e diâmetro de antena inferior a 2,4 m, controlada por estação central; Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública: cobrada sobre estações de serviços suportados por meio de satélite, passa de R$ 10 para R$ 1,34. Novo valor vale para estação terrena de pequeno porte com capacidade de transmissão e diâmetro de antena inferior a 2,4 m, controlada por estação central; Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional: cobrada sobre estações de serviços suportados por meio de satélite, passa de R$ 24,00 para R$ 4,14. Redução vale estação terrena de pequeno porte com capacidade de transmissão e diâmetro de antena inferior a 2,4 m, controlada por estação central. As alterações propostas nos valores das taxas têm efeito desde 1º de janeiro de 2021. Serviço de 'streaming' De acordo com a Secretaria-Geral, Bolsonaro vetou trechos sobre isenção a empresas que ofertem serviço de "streaming" de conteúdo. Os trechos vetados diziam que empresas que oferecem esse serviço ficam isentas de recolher a Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional (Condecine). A arrecadação dessa contribuição constitui o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que financia o desenvolvimento da indústria audiovisual no Brasil. “O dispositivo implicaria em uma renúncia de receita da ordem de bilhões, além do valor originalmente estimado. Essa ampliação de renúncia fiscal não se encontrava devidamente dimensionada pelo Ministério da Economia e nem contava com medidas compensatórias, razão pela qual desobedecia tanto à Lei de Responsabilidade Fiscal como à Lei de Diretrizes Orçamentárias”, disse a Secretaria-Geral.
Brasil perdeu R$ 260 bilhões com falsificações e contrabando em um ano, aponta levantamento
Medidas de restrição de circulação adotadas por causa da pandemia fizeram aumentar a comércio ilegal desses produtos pelas redes sociais e plataformas de e-commerce. Em um ano, o Brasil perdeu R$ 260 bilhões por conta de falsificações e contrabando, segundo o Balanço anual da Associação Brasileira de Combate à Falsificação divulgado em primeira mão pela Globo News. As perdas incluem quanto o país deixou de arrecadar em impostos e também quando as empresas legalizadas deixaram de faturar entre janeiro de 2020 e janeiro de 2021. São Paulo é o principal consumidor desses produtos – concentra 45% do comércio ilegal. O estado é seguido por, Paraná, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Os dados levam em conta 896 operações que foram realizadas pelas Receita Federal e Polícias Civil, Federal e Rodoviária Federal, a partir de denúncias feiras pela ABCF. Segundo a associação, não é possível mensurar os produtos apreendidos. A maior parte das operações feitas no período, no entanto, apreendeu cigarros contrabandeados. Em seguida, aparecem peças de automóveis, máquinas, ferramentas e rolamentos industriais. Segundo o balanço, de cada 10 cigarros vendidos no Brasil quase 6 são ilegais, somando um prejuízo de R$ 11 bilhões. Vendas online As medidas de restrição de circulação adotadas por causa da pandemia fizeram aumentar a comércio ilegal desses produtos pelas redes sociais e plataformas de e-commerce. Em 2019, apenas 10% dos itens falsificados e contrabandeados chegava ao consumidor pelos meios eletrônicos. Em 2020, o percentual subiu para 30%. A Receita Federal afirma que não quantifica o aumento, mas confirma que as apreensões de produtos ilegais envolvendo o comércio eletrônico tem aumentado. O serviço de inteligência da Receita também atua nesses canais para identificar e prender criminosos. Fábrica clandestina Na semana passada, uma operação da Polícia Civil do município paulista de Limeira fechou uma fábrica clandestina de perfumes falsificados. Segundo o delegado Leonardo Burger, no local havia mais de 2 milhões de insumos, frascos, etiquetas e embalagens idênticas às de perfumes originais. Seis pessoas foram presas. Segundo a Associação dos Distribuidores e Importadores de Perfumes, Cosméticos e Similares foi a maior apreensão de perfumes falsos já realizada no país, o que reforça a informação de que a produção de itens falsificados no país é forte. Origem Segundo a ABCF, 65% dos produtos ilegais comercializados no Brasil são provenientes da China, principalmente itens que exigem mais tecnologia na fabricação, como eletrônicos e autopeças. Do Paraguai chegam 85% dos cigarros ilegais e esses produtos são vendidos por menos da metade do preço do cigarro legalizado. As portas de entrada para os produtos contrabandeados e falsificados no Brasil são os portos de Santos (SP), Paranaguá (PR), Itajaí (SC) e Rio de Janeiro (RJ). Pelas fronteiras terrestres, eles chegam do Paraguai por Mato Grosso do Sul e Paraná.
iPhones e iPads antigos recebem atualização de segurança; veja como instalar

Correção de brecha no navegador do iOS 12.5.4 vale para o iPhone 5s e iPhone 6, além do iPad Air, iPad mini 2 e iPad mini 3. iPhone 5s, lançado em 2013, recebe atualização de segurança G1 A Apple liberou na última segunda-feira (14) uma atualização de segurança para o iOS 12.5, uma versão mais antiga do seu sistema operacional. A instalação das correções está disponível aparelhos que deixaram de receber novas versões de software: iPhone 5s iPhone 6 e 6 Plus iPod touch de 6ª geração; iPad Air iPad mini 2 iPad mini 3 As alterações resolvem uma grave brecha no navegador que poderia permitir que um hacker instalasse malwares ou rodasse códigos maliciosos a partir de páginas da web. Como instalar£ A maioria dos usuários vai receber uma notificação sobre a atualização, mas é possível iniciá-la automaticamente navegando até "Ajustes", depois selecionando a opção "Geral" e "Atualizações de Software". A fabricante recomenda a instalação da atualização para preservar a segurança dos dispositivos. Veja dicas para manter seu seu celular seguro: Celular é a nova carteira: veja dicas para manter seu aparelho seguro Veja mais dicas de segurança digital l
CNJ e CNMP aprovam mudança em concursos para Ministério Público e magistratura
Resolução prevê que ao menos um membro do MP participe das comissões de concursos da magistratura, e vice-versa. Proposta foi aprovada em sessão conjunta dos colegiados. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aprovaram nesta terça-feira (15) resolução sobre a participação de membros do MP e de juízes nas bancas e comissões organizadoras de concursos para promotores e magistrados. Segundo a resolução, deverá haver pelo menos um membro do MP nas comissões dos concursos para a magistratura, e de ao menos um integrante da magistratura nas comissões de seleção de integrantes da carreira do MP. A proposta foi aprovada em sessão conjunta dos dois conselhos. Segundo o voto do relator, ministro Luiz Fux, presidente do STF e do CNJ, "a própria Constituição já estabelece paridade semelhante no chamado ‘quinto constitucional’, reservando a mesma proporção de vagas nos Tribunais Regionais Federais, nos Tribunais dos Estados, e no Tribunal do Distrito Federal e dos Territórios, para integrantes do Ministério Público e advogados". Ainda segundo Fux, “tanto o Ministério Público quanto a advocacia são funções essenciais à Justiça”. “A resolução conjunta entre CNMP e CNJ visa a um maior pluralismo e interinstitucionalidade na condução dos concursos para magistratura e Ministério Público, reforçando ainda mais a qualidade e a segurança dos certames”, afirmou o presidente do CNMP, procurador-geral da República, Augusto Aras.
Auxílio Emergencial 2021: Caixa também deve antecipar pagamento da 4ª parcela

Nesta terça, governo anunciou antecipação do pagamento da 3ª parcela do benefício. A Caixa Econômica Federal (CEF) deve antecipar o pagamento da quarta parcela do Auxílio Emergencial, afirmou nesta terça-feira (15) o presidente do banco, Pedro Guimarães. "É muito claro que vamos acabar antecipando o quarto ciclo também, naturalmente, mas vamos fazer isso daqui a algumas semanas", afirmou o executivo, em live. Confira o calendário completo Terei direito£ Quanto vou receber£ Veja perguntas e respostas SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL A antecipação será feita apenas para os trabalhadores que não fazem parte do Bolsa Família. Para quem faz parte do programa, os pagamentos seguem sempre o mesmo calendário do benefício original. O calendário atual prevê os créditos da quarta parcela do Auxílio para quem não é do Bolsa entre os dias 23 de julho e 22 de agosto, com saques e transferências liberados entre os dias 13 de agosto e 10 de setembro (veja os calendários mais abaixo). Terceira parcela antecipada Nesta terça, a Caixa antecipou os pagamentos da terceira parcela do Auxílio Emergencial 2021 para o público inscrito via canais digitais e do Cadastro Único. Os pagamentos irão começar já na sexta-feira (18) e os saques em dinheiro serão liberados a partir de 1º de julho. Pelo calendário anterior, o crédito em poupança digital só iniciaria no dia 20, com saques a partir de 13 de julho. "A mudança mais significativa será para os nascidos em dezembro, que passam a ter direito à terceira parcela ainda em junho, no dia 30, junto com quem faz aniversário em novembro. Antes, quem nasceu no último mês do ano receberia em 21 de julho", destacou o Ministério da Cidadania. VEJA TAMBÉM PODCAST: Quase 15% da população se desfaz de poupança para evitar nome sujo; ouça dicas para organizar orçamento Pesquisa do LinkedIn mostra onde estão as vagas para os recém-formados Calendários de pagamento Auxílio Emergencial calendário completo 15.06.21 Economia G1 Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família Economia G1 Mais parcelas£ Por ora, o Auxílio Emergencial 2021 está definido em quatro parcelas, com valor médio de R$ 250, exceção às mulheres chefes de família monoparental (criam os filhos sozinhas), que recebem R$ 375, e os indivíduos que moram sozinhos (família unipessoal), que recebem R$ 150. O ministro da Economia, Paulo Guedes, já anunciou, porém, que o governo vai estender o pagamento do auxílio emergencial por mais dois ou três meses, até que, segundo ele, toda população adulta esteja vacinada no país. VÍDEO: 'Possivelmente nós vamos estender agora o auxilio emergencial por mais dois ou três meses', diz Paulo Guedes
Nvidia anuncia fim de otimizações em drivers de placas de vídeo para Windows 7, 8 e 8.1

Fabricante de chips gráficos vai se concentrar em atualizações para o Windows 10 e corrigir apenas problemas de segurança nas versões mais antigas do sistema. Nvidia fabrica chips gráficos para placas de vídeo vendidas por diversas marcas. REUTERS/Tyrone Siu A fabricante de chips gráficos Nvidia publicou um documento de suporte técnico informando que vai deixar de incluir otimizações em seu driver de vídeo GeForce Game Ready para Windows 7, 8 e 8.1. A última versão do driver otimizado para estas versões do Windows deve ser lançada em agosto de 2021. O driver lançado em outubro já será exclusivo para o Windows 10, conforme o documento. Após estas datas, os drivers só serão atualizados para corrigir problemas graves de segurança. Estas atualizações críticas continuarão sendo disponibilizadas até setembro de 2024. O driver de vídeo é usado pelo sistema operacional para se comunicar de forma eficaz com o chip gráfico. Um driver desatualizado não conta com as otimizações mais recentes e normalmente tem desempenho menor em certos jogos e aplicativos. No pior dos casos, um driver desatualizado pode ser totalmente incompatível com certas aplicações, como editores de vídeo. As correções de bugs que não tiverem ligação com segurança também não serão mais disponibilizadas para Windows 7, 8 e 8.1. A mudança é especialmente relevante para quem tem placas de vídeo das séries RTX 2000 e 3000, ou modelos GTX recentes como 1650 e 1660, que ainda recebem vários aperfeiçoamentos a cada atualização de driver. Sistema sem suporte e baixa relevância O encerramento do suporte ao Windows 7 já era esperado. A própria Microsoft limitou a disponibilidade de atualizações do sistema em janeiro de 2020, diminuindo a relevância dessa versão. O fim do suporte ao Windows 8 e 8.1, contudo, é uma surpresa, pois o sistema terá suporte oficial da Microsoft até 2023. É provável que a decisão da Nvidia, neste caso, tenha relação com a baixa popularidade do sistema. VEJA MAIS: suporte ao Windows 10 será encerrado em 2025 Como usuários do Windows 7 e 8 receberam atualizações gratuitas para o Windows 10, o número de pessoas que permanecem no Windows 8 é bastante reduzido. Segundo a Pesquisa de Hardware e Software do Steam, uma plataforma de games que é muito relevante para o mercado da Nvidia, o Windows 8 e o 8.1 somam apenas 1,09% dos usuários – menos ainda que o Windows 7, que tem 2,04% do público na pesquisa. Usuários do Windows 7 devem atualizar para uma versão mais recente do Windows o quanto antes, já que a melhorias de atualizações de segurança torna o uso dessa versão do sistema muito perigoso até para atividades diárias de navegação na web. Com o fim do suporte da Nvidia atingindo também o Windows 8, consumidores que possuem PCs com chips da marca que quiserem aproveitar as otimizações mais recentes devem migrar diretamente para o Windows 10. Dúvidas sobre segurança, hackers e vírus£ Envie para g1seguranca@globomail.com Veja dicas para manter seguro on-line
De novo na moda: Chanel vê recuperação pós-pandemia forte

No ano passado, as vendas totais do grupo de moda totalizaram US$ 10,1 bilhões, um recuo de 18%. A Chanel acredita que suas vendas crescerão dois dígitos neste ano na comparação com os níveis pré-pandêmicos de 2019, disse o principal executivo financeiro do grupo de luxo francês nesta terça-feira (15), depois de ver a crise do coronavírus causar uma queda nas vendas em 2020. Perfume Chanel N°5 completa 100 anos em 2021 como ícone cultural Substância usada no perfume Chanel nº5 vem da Amazônia Modelos desfilam coleção da Chanel em Nova York, em imagem de arquivo REUTERS/Caitlin Ochs A Chanel, conhecida por seus ternos de tweed, suas bolsas de mão acolchoadas e o perfume No. 5, é uma das maiores marcas globais do setor de luxo, que movimentam US$ 340 bilhões, ao lado da Louis Vuitton, da LVMH. No ano passado, as vendas totais do grupo totalizaram US$ 10,1 bilhões, um recuo de 18% (considerando a taxa de câmbio constante), pior do que o registrado por alguns rivais. As rendas da LVMH caíram 16% de 2020, e as da Hermès só regrediram 6%. "No momento em que falamos, já estamos crescendo dois dígitos neste ano, e não vemos razão para esta tendência mudar", disse Philippe Blondiaux, executivo financeiro da Chanel, à Reuters, mais um sinal de que os grandes grupos de luxo estão emergindo da crise mais rapidamente do que se esperava inicialmente. Ele disse que a China e os Estados Unidos, em particular, estão impulsionando a recuperação, que ele viu como mais do que uma disparada temporária provocada pela privação das compras. "Estamos além do que alguns chamam de compra por vingança, acreditamos que é um ímpeto profundo e duradouro, o que pode não ser verdade para todos os participantes do setor de luxo, mas é verdade para as grandes marcas que continuaram a investir, como fizemos."
Com crise hídrica, Aneel já estima alta de 5% nas contas de luz do ano que vem

Em 2021, reajustes já aplicados nas faturas estão na casa dos 7%. Bandeira tarifária, que também encarece a conta, deve subir mais de 20% nas próximas semanas. Aneel avisa que bandeira tarifária deve subir mais de 20% por causa da crise hídrica O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, afirmou nesta terça-feira (15) que a crise hídrica enfrentada pelo país neste ano já permite estimar uma alta de pelo menos 5% nas contas de luz em 2022. A agência também prepara mudanças que devem encarecer a conta de luz nas próximas semanas, incluindo um aumento de mais de 20% na bandeira tarifária mais alta – que está em vigor atualmente e já adiciona R$ 6,24 na conta para cada 100 kWh consumidos ao mês (veja detalhes abaixo). O aumento dos preços da energia tem relação com o maior acionamento das usinas termelétricas (mais caras) para suprir uma queda de geração das usinas hidrelétricas. O Brasil enfrenta a pior estiagem dos últimos 91 anos, segundo o governo. "O número que o Ministério de Minas e Energia tem usado publicamente é que vamos ter um custo adicional de R$ 9 bi [de janeiro a novembro de 2021], até abril já se gastou R$ 4 bi adicionalmente. Isso vai ter impacto adicional na tarifa de 5% [em 2022]", explicou Pepitone. Esse impacto deve chegar às tarifas residenciais e comerciais no próximo ano. Os chamados "consumidores livres" – empresas que compram energia diretamente das distribuidoras – devem pagar o adicional ainda em 2021. As informações foram dadas durante audiência pública na Câmara dos Deputados para debater a crise hídrica, nesta terça-feira (15). Governo vai contratar energia mais cara das termelétricas para enfrentar a piora da crise hídrica Bandeiras tarifárias mais caras Uma outra elevação nas faturas domésticas deve entrar em vigor já nas próximas semanas. O diretor-geral da Aneel informou que o reajuste das bandeiras tarifárias vigentes deve ultrapassar os 20%. A decisão será divulgada ainda neste mês. As bandeiras tarifárias representam uma sobretaxa adicionada às faturas quando o custo da geração de energia sobe. Com a necessidade de poupar água nos reservatórios das hidrelétricas, o governo já anunciou diversas medidas que encarecem a geração de eletricidade (veja abaixo). O reajuste das bandeiras já estava previsto, mas terá de ser ainda maior diante do cenário crítico. Na audiência, Pepitone deixou claro que o reajuste de 20% atinge apenas as bandeiras, e não o valor total das faturas. “Não é a tarifa que vai subir 20%. Nós estamos conseguimos fazer com que os aumentos que estão ocorrendo neste ano fiquem na casa de 7%, 7,5%", explicou. “O que acontece é que todo ano, após período úmido, em abril, a Aneel discute com o valor que será o patamar da bandeira. Neste ano, nós estamos diante da maior crise hídrica que o país vivencia. Nós não temos praticamente água para atender a geração de energia [via hidrelétricas] até novembro. Até lá, teremos que atender com as térmicas e isso tem um custo”, explicou Pepitone. Em junho, a Aneel aplicou às contas a bandeira mais cara do sistema, chamada "vermelha patamar dois". Ela representa uma cobrança adicional de R$ 6,24 para cada 100 kWh de energia consumidos. Com o reajuste, que deve entrar em vigor nas próximas semanas, a bandeira vermelha patamar 2 custará mais de R$ 7 a cada 100 kWh de energia consumidos, segundo Pepitone. “Nós fizemos uma consulta pública que apresentou valor de 7 reais e alguns centavos, mas com certeza esse valor ainda deve superar um pouco os R$ 7, os 20% [de reajuste]”, disse. Na consulta pública, a Aneel sugeriu R$ 7,57 – valor que a própria agência já prevê aumentar. Com isso, o reajuste da bandeira vermelha patamar dois será superior a 20%. Questionado por deputados, Pepitone negou a possibilidade de a agência criar uma faixa ainda mais cara de bandeira. “Não existe discussão [para criar outro patamar de bandeira]. Os mecanismos das bandeiras continuam sendo o mesmo.” Veja, na imagem abaixo, os valores atuais das bandeiras tarifárias: Bandeiras tarifárias Juliane Monteiro/Arte G1 Custo das térmicas Na audiência, o diretor-geral da Aneel informou que o acionamento além do previsto de usinas termelétricas para garantir o fornecimento de energia em 2021 vai custar R$ 9 bilhões aos consumidores de energia. De janeiro a abril deste ano, o acionamento adicional das termelétricas já custou R$ 4,3 bilhões. O governo prevê a necessidade de recorrer à geração térmica adicional até novembro, quando começa o período chuvoso. Crise hídrica O último período chuvoso, que acabou em abril deste ano, foi o mais seco em 91 anos, segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Para piorar o cenário, de maio a setembro, boa parte do Brasil passa pelo chamado período seco, com chuvas escassas, insuficientes para abastecimento dos reservatórios das usinas hidrelétricas – responsáveis pela maior parte da geração de energia no país. Com isso, o nível dos reservatórios das principais hidrelétricas do país está baixo e o governo precisa acionar mais usinas termelétricas para garantir o fornecimento de energia. As usinas termelétricas são mais poluentes e caras que as usinas hidrelétricas. É isso que motiva, por exemplo, o acionamento das bandeiras tarifárias na conta. Decisão do governo de facilitar acionamento das usinas termelétricas vai impactar na conta de luz Racionamento Mesmo diante da crise hídrica, o Ministério de Minas e Energia descarta a possibilidade de apagão em 2021. Porém, estuda publicar uma medida provisória que concentra poderes para adotar medidas de racionamento de energia elétrica. O governo e a Aneel também estudam junto à indústria eletrointensiva (que consome muita energia elétrica) medidas econômicas que incentivem a mudança da produção industrial para fora do período de pico. O período de pico é das 18h às 21h, quando há maior consumo de energia e risco de sobrecarga no sistema. A ideia do governo é que as indústrias eletrointensivas reduzam a produção nesse intervalo, diminuindo as chances de blecautes no horário de pico. Além das medidas em estudo, o governo já: autorizou o acionamento de usinas termelétricas adicionais; editou decreto que regulamenta a realização de leilões para contratar usinas “reservas” de geração de energia; ampliou a possibilidade de acionamento de usinas termelétricas sem contrato vigente de comercialização de energia; autorizou a importação de energia da Argentina e Uruguai; emitiu alerta de emergência hídrica na região da Bacia do Paraná, que abrange os estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná; e autorizou a operação excecional de parte dos sistemas hídricos. Corte de energia Nesta terça, a Aneel prorrogou por mais 90 dias a proibição ao corte de energia elétrica de famílias de baixa renda por falta de pagamento. Com isso, a proibição, que acabaria em junho, vai se estender até 30 de setembro. A decisão foi tomada pela diretoria colegiada da agência, em reunião nesta terça-feira (15). A medida deve beneficiar 12 milhões de consumidores. "Está proibido corte de energia até setembro para consumidores baixa renda. Objetivo da agência é atenuar o sofrimento, resguardar o consumidor mais carente sem comprometimento das concessionárias de energia", afirmou Pepitone.
Após cogitar parar supercomputador Tupã por falta de verba, diretor do Inpe anuncia compra de novo equipamento

Custo foi de US$ 729 mil e a máquina deve ser entregue em até 60 dias. De acordo com Inpe, equipamento consome menos energia. Diretor do Inpe diz que instituto comprou novo equipamento para substituir supercomputador O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) anunciou a compra um equipamento para substituir o supercomputador Tupã, que faz a previsão de estiagem e clima e corria risco de ser desligado por falta de verba para o pagamento de energia elétrica e manutenção. Em vídeo divulgado nesta segunda-feira (14), o diretor do órgão, Clézio di Nardin, disse que o novo aparelho custou US$ 729 mil (R$ 3,7 milhões) e deve ser entregue num prazo entre 50 e 60 dias (veja mais no vídeo acima). Principal dispositivo do Inpe para previsões climáticas, o Tupã consome R$ 5 milhões em energia ao ano para funcionamento e resfriamento. Por falta de recursos, seria mantido em operação apenas até agosto, segundo disse o diretor do Inpe em entrevista ao G1. Instalado em Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo, o supercomputador está em atividade desde 2010 (leia mais abaixo). É com ele que as equipes do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec) fazem os relatórios sobre a estiagem no Brasil. Com o alerta de crise hídrica, os documentos são entregues semanalmente ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Sem os dados, o governo ficaria às cegas quanto à gestão do problema. No vídeo divulgado nesta segunda, Nardin contou que o Tupã deve mesmo ser desligado após a substituição pelo novo aparelho, que é de porte menor, mas tem capacidade equivalente ao atual. A direção do Inpe informou que a compra ocorreu em parceria com Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Em pronunciamento nesta terça-feira (15) o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, disse que "demora um tempo para fazer os testes" do substituto do Tupã. "Não é tão simples como um laptop, é complexo. Vai ser muito bom, porque o Tupã já está muito antigo, consome muita energia, usa água para refrigeração, já está ultrapassado. E este computador novo vai substituir com vantagens operacionais, vantagens de energia e outras vantagens dentro do sistema." Ele, no entanto, não deu detalhes prazo de transferência para o instituto. Procurada pelo G1, a direção do PNUD Brasil confirmou que, por meio de um projeto de cooperação técnica, estão sendo adquiridos um sistema de processamento de alto desempenho e um sistema auxiliar de armazenamento de dados com recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, na sigla em inglês). Após as declarações de Marcos Pontes e de Clézio di Nardin, o G1 questionou o ministério e o Inpe sobre a capacidade, a infraestrutura necessária, a vida útil e a instalação do novo aparelho, mas não havia obtido retorno até a última atualização desta reportagem. Também foram enviadas perguntas sobre os custos de manutenção e energia para manter o Tupã em funcionamento até a instalação de seu substituto. No vídeo desta segunda, Nardin citou que a compra do equipamento foi aprovada em 3 de junho. No entanto, em conversas com o G1 em 7 e em 11 de junho, o diretor do Inpe não havia citado a aquisição do equipamento. Questionadas, a assessoria de imprensa do Inpe e a do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações não confirmaram a compra de um supercomputador no período. Em 10 de junho, Pontes falou numa live em rede social sobre a doação de um novo supercomputador ao Inpe. Na ocasião, o ministro disse que uma empresa internacional havia oferecido doado um aparelho, mas não deu detalhes. À época, o G1 também acionou o ministério pedindo informações, mas não obteve retorno. O Inpe, no entanto, mantinha a informação de que não existia um novo equipamento na instituição. Inpe admite possibilidade de desligar supercomputador por falta de verba federal Tupã O Tupã foi adquirido em 2010, por US$ 23 milhões, e chegou a ser o 29° equipamento mais potente do mundo, sendo capaz de fazer 258 trilhões de cálculos por segundo. Em 2017, o supercomputador corria o risco de ser desligado em razão do fim de sua vida útil, mas recebeu equipamentos de suporte que o mantiveram ligado até hoje. De acordo com o Inpe, em outubro de 2020, a instituição planejava a substituição, por causa do alto custo. À época, em entrevista ao G1, o diretor do Inpe chegou a falar sobre a possibilidade de compra de máquinas menos potentes, mas mais econômicas, como uma alternativa provisória. Ele informou que, com pouca verba, faria a troca do Tupã por dois computadores de menor porte. Apesar disso, com a redução de orçamento, a substituição não ocorreu. Já o coordenador do Cptec, Gilvan Sampaio, chegou a questionar a decisão de manter computadores de menor porte, alegando que eles não tinham a agilidade necessária. Supercomputador que corria risco de ser desligado por falta de energia será substituído, segundo diretor do Inpe e ministro Divulgação/Inpe Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região bragantina O
Aeroporto de Congonhas testa câmeras de reconhecimento facial

Objetivo é agilizar o embarque de passageiros e facilitar a comprovação de identidade nos aeroportos. Apenas uma companhia aérea está participando dos testes e utiliza a tecnologia em apenas alguns voos. Aeroporto de Congonhas testa biometria facial de passageiros O governo federal iniciou nesta terça-feira (15) um projeto piloto com câmeras de reconhecimento facial no Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul da cidade de São Paulo. O teste também é feito no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. O reconhecimento facial é uma tentativa de agilizar o embarque de passageiros e facilitar a comprovação de identidade nos aeroportos. Por ser um projeto piloto, apenas uma companhia aérea está participando dos testes em Congonhas e utilizando a tecnologia em apenas alguns voos. Tudo é feito por um aplicativo. O passageiro que aceita participar fornece CPF e uma foto. O aplicativo cruza as informações com bancos de dados do governo federal e faz o cadastro da pessoa. Reconhecimento facial Business Wire/AP "Eu achei bem tranquilo. Eu acho que a companhia aérea tem que reconhecer, sim. A gente foi pego de surpresa. Achei muito interessante e acho que tem grande possibilidade de vingar. É uma forma mais segura de saber quem está embarcando no aeroporto", opinou a passageira Ana Santos. O objetivo é que, no futuro, os passageiros façam isso por meio de aplicativos das companhias aéreas, antes de sair de casa. Depois, o passageiro não precisaria mais apresentar o cartão de embarque e um documento de identidade. Em vez disso, totens com leitores digitais farão o reconhecimento facial dele em dois momentos: na entrada da sala de embarque e antes do acesso à aeronave. "E então o passageiro fica sem aquela preocupação de 'nossa perdi meu documento, nossa, meu celular está com bateria£'. Não, eu tenho meu rosto", explicou Fabiana Todesco, diretora da secretaria de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura. "Agrega em eficiência e rapidez no processo de entrada nas área seguras. Nesse cenário de pandemia, o projeto traz mais uma facilidade. Ele evita o contato com qualquer terceiro e a manipulação de documentos por outras pessoas. Então, nesse momento, o projeto inclusive atende questões sanitárias", explicou Brenno Sampaio, superintendente de relacionamento com clientes do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).
China responde por 70% do superávit comercial do Brasil, diz FGV
País asiático foi responsável por US$ 19,1 bilhões no acumulado de janeiro a maio, período em que o valor total foi de US$ 27,1 bilhões. O superávit comercial do Brasil com a China atingiu US$ 19,1 bilhões no acumulado de janeiro a maio deste ano. O valor equivale a 70,4% do saldo do país no período, destaca o boletim do Indicador de Comércio Exterior (Icomex) divulgado nesta terça-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre). No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, o superávit comercial do país somou US$ 27,1 bilhões, o maior valor da série histórica do governo federal iniciada em 1997. Balança comercial tem superávit de US$ 9,29 bilhões em maio, recorde para o mês O boletim destaca que os preços comandam o dinamismo das exportações brasileiras para China. A participação do país asiático nas exportações brasileiras passou de 32,5% para 34% entre janeiro-maio de 2020 e 2021. Entre esses dois períodos, a variação no volume exportado foi de 1,4% e a dos preços, 32,3%. Para o mercado americano, houve equilíbrio maior entre preços e quantidade. Na mesma comparação, o volume embarcado aos Estados Unidos aumentou 12%, enquanto os preços médios avançaram 11%. Para a Argentina, a elevação da quantidade é destacada no boletim. Nas exportações brasileiras de janeiro a maio ao país vizinho, o volume saltou 45,1%, enquanto os preços subiram 6,5%. Para os demais países da América do Sul a dinâmica foi semelhante, com avanço de 31,8% no volume e de 5,8% em preços médios. Na balança como um todo, os preços continuam liderando o aumento do valor das exportações e os volumes, o das importações. Na comparação entre os acumulados até maio de 2020 para este ano, as exportações aumentaram em 30,6%, com alta de 20,8% nos preços de 7,1% em volumes embarcados. Importações Já nas importações, o valor subiu 20,9%, com avanço de 17,4% na quantidade e de apenas 3,3% nos preços, sempre de janeiro a maio deste ano contra igual período do ano passado. A maior variação dos preços de exportações comparados com os de importações levou a um aumento de 20,4% dos termos de troca entre os meses de maio de 2020/2021, ressalta o boletim. A análise por tipo de indústria, aponta o Icomex, mostra que, no acumulado do ano, a indústria de transformação lidera o aumento do volume exportado, com crescimento de 10,3%. Principais produtos Os dez principais produtos exportados foram açúcar e melaços, farelos de soja, carne bovina, combustíveis, celulose, carne de aves, semi-acabados de ferro ou aço, ouro não monetário, ferro gusa e veículos de passageiro. O boletim destaca que, exceto os automóveis, todos os outros podem ser classificados como commodities. Na agropecuária, a soja explicou 89% das exportações do setor em maio e 78% no acumulado de janeiro a maio. Café e algodão foram os principais produtos após a soja.
EUA e UE firmam trégua em conflito de 17 anos sobre subsídio de aeronaves

Partes suspenderam por cinco anos um conjunto de tarifas, enquanto trabalham por acordo abrangente. Os Estados Unidos e a União Europeia firmaram uma trégua sobre uma disputa de quase 17 anos sobre subsídios a fabricantes de aeronaves, suspendendo por cinco anos um conjunto de tarifas impostas pelo governo de Donald Trump que havia azedado as relações. Os dois lados têm se confrontado desde 2004 em casos paralelos na Organização Mundial do Comércio (OMC) que envolvem subsídios para a fabricante de aviões norte-americana Boeing e para a rival europeia Airbus. Ambos concordaram em março com uma suspensão de quatro meses das tarifas sobre US$ 11,5 bilhões em mercadorias, desde queijo e vinho da UE até tabaco e destilados dos EUA, que a OMC havia sancionado. As empresas afetadas pelas medidas já pagaram mais de US$ 3,3 bilhões em tarifas. Airbus A380 (dir.) ao lado de um Boeing 787 Dreamliner (esq.), em imagem de arquvo Leon Neal/AFP Nesta terça-feira (15), EUA e UE disseram que vão remover as tarifas por cinco anos, enquanto ainda trabalham em um acordo abrangente sobre subsídios que haviam previsto em março. "Com este acordo, estamos fundamentando a disputa Airbus-Boeing", disse o chefe de comércio da UE, Valdis Dombrovskis, em um comunicado durante uma cúpula UE-EUA com o presidente dos EUA, Joe Biden. A representante de Comércio dos EUA, Katherine Tai, disse que os dois lados concordaram em fazer declarações claras sobre que apoio poderia ser dado aos grandes fabricantes de aeronaves civis. Eles também trabalharão para conter investimentos em aeronaves por "atores não-mercantis", disse, referindo-se especificamente à China. "Estamos comprometidos com uma cooperação significativa." Os Estados Unidos e a União Europeia concordaram em criar um grupo de trabalho sobre o assunto, fornecer financiamento em condições de mercado, ser transparentes no financiamento de pesquisa e desenvolvimento, evitar apoios que prejudiquem o outro lado e cooperar para lidar com "práticas não mercantis" em outros lugares.
Raízen abre 35 vagas de emprego na área de tecnologia em Piracicaba

Processo seletivo é feito totalmente online. Candidatos selecionados irão reforçar os times de projetos de transformação digital, Analytics, dados, entre outros. Interior da usina de etanol da Raízen, em Piracicaba (SP) Marcelo Brandt/G1 A Raízen, empresa integrada de energia e licenciada da marca Shell no país, está com inscrições abertas para 35 vagas na área de tecnologia em Piracicaba (SP). O processo seletivo é feito totalmente online. De acordo com a empresa, a procura é por candidatos com habilidades diversas que possam contribuir com ideias e soluções para os negócios da Raízen, com foco em eficiência operacional, mapeamento de oportunidades e tendências e desenvolvimento de novos produtos e serviços. Os candidatos selecionados irão reforçar os times de projetos de transformação digital, Analytics, dados, entre outros. Na área de tecnologia, a seleção inclui vagas em perfis como: Product Owner Data Science Engenheiro(a) de dados Arquiteto(a) de soluções Desenvolvedor(a) IOS, Android e RPA SAP Basis Especialista em Cyber Security, CX, Scrum Master e perfis correlatos O processo seletivo inclui testes, entrevistas e dinâmicas. A remuneração oferecida é compatível com a média de mercado, segundo a empresa, e inclui pacote de benefícios como plano de saúde, assistência médica e odontológica, e previdência privada. Para se candidatar, a pessoa deve acessar o site da Raízen e, em seguida, clicar na opção Vagas. Região de Piracicaba: fique por dentro do que acontece nas cidades Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba.
Google libera novidades de Docs, Planilhas e Chat para todos usuários; veja como ativar

Alguns recursos que só estavam disponíveis para contas corporativas do plano 'Workspace' agora estão liberados para qualquer pessoa. Novo logotipo do Gmail Google/Divulgação O Google anunciou na última segunda-feira (14) que os novos recursos de sua suíte de produtividade, agora chamada de Workspace, estão disponíveis para qualquer usuário, de forma gratuita. Até agora, algumas funcionalidades de ferramentas como o Drive, Docs, Planilhas e Apresentações estavam liberadas somente para assinantes da versão corporativa. SAIBA MAIS: Google apresenta Android 12 com novo visual; veja o que muda A suíte está mais integrada. É possível criar um novo documento de texto direto na janela do Chat, sem precisar uma nova aba, por exemplo. Links para outros documentos, planilhas ou apresentações têm prévias, para que as pessoas possam visualizar sem sair da página em que estão. O sistema de marcar outros colaboradores ficou mais "esperto". Ao digitar o "@", uma janela vai oferecer informações de contexto e até sugestões – como compartilhar o documento com aquela pessoa. O Google Chat, serviço de mensagens por texto, pode ser acessado como uma função dentro da versão gratuita do Gmail. Futuramente ele passará a incorporar as Salas (Rooms). Nos próximos meses, a companhia planeja simplificar outras ações: uma chamada de voz ou vídeo poderá ser acionada direto de um documento de texto ou apresentação de slides com todos que estão colaborando naquele projeto, sem precisar criar uma chamada e adicionar um por um. Como ativar as novidades Para ter acesso a algumas das novidades, é preciso ativar o Google Chat no menu de configurações da sua conta do Google pelo Gmail. No canto superior direito, clique em "Configurações" (no ícone de engrenagem) e escolha "Ver todas as configurações"; Nos menus, clique em "Chat e Meet"; Marque a caixa de seleção "Google Chat" na seção "Chat"; Depois, clique em "Salvar alterações". Novo plano pago O Google também anunciou na segunda (14) a chegada de um novo plano pago, voltado para pequenos empreendedores e que oferece opções como e-mail comercial personalizado, mais armazenamento em nuvem, entre outras opções. A opção foi batizada de Workspace Individual e, no exterior, sai por US$ 7,99 ao mês (cerca de R$ 40,50, na cotação atual). Segundo o Google, o Brasil é parte do grupo de países que estreia o novo programa de assinatura em breve.
Regulador britânico investiga domínio de Apple e Google em sistemas para celulares

A Autoridade de Concorrência e Mercados disse que fará um 'estudo de mercado' para ver se o duopólio das companhias está sufocando a concorrência ou prejudicando empresas como desenvolvedores de aplicativos. Apple e Google serão investigados no Reino Unido. Divulgação/Google O regulador britânico de concorrência afirmou que investigará se o domínio de Apple e Google sobre sistemas operacionais para celulares, lojas de aplicativos e navegadores da web prejudica consumidores. A Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA, na sigla em inglês) disse que fará um "estudo de mercado" sobre o assunto para ver se o duopólio efetivo das companhias está sufocando a concorrência ou prejudicando empresas como desenvolvedores de aplicativos. SAIBA MAIS: iOS 15 e Android 12: veja o que vai mudar nos sistemas para celulares O Reino Unido está montando uma unidade dedicada dentro do órgão regulador para manter os gigantes da tecnologia sob controle e encorajar a competição digital, mas disse que precisa começar a investigar Apple e Google o mais rápido possível. "Nosso trabalho contínuo em grandes tecnologias já revelou algumas tendências preocupantes e sabemos que consumidores e empresas podem ser prejudicados se não forem controladas", disse o presidente-executivo da CMA, Andrea Coscelli, em comunicado nesta terça-feira. A CMA disse que o novo estudo sobre ecossistemas móveis será mais amplo do que algumas das outras sondagens sobre concorrência que já fez na App Store da Apple e no Privacy Sandbox do Google. LEIA MAIS: Google promete trabalhar com regulador britânico em plano para remover cookies Google diz que deixará de vender anúncios com base no histórico individual de navegação Reino Unido abre investigação contra Apple sobre acusações de monopólio na loja de aplicativos
Brasil terá programa de primeiro emprego, diz secretário na OIT

Bruno Bianco defendeu reformas na governança da OIT, segundo ele, para evitar 'politização'. O Brasil lançará em breve um programa para incentivar o primeiro emprego de jovens, disse nesta terça-feira (15) o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, em discurso na Organização Internacional do Trabalho (OIT). Bianco também defendeu reformas na governança do organismo, segundo ele, para evitar “politização”. “Para ajudar na transição para o mundo pós-pandemia, o governo brasileiro está próximo de anunciar medidas que incentivam o primeiro emprego de jovens por meio do pagamento de uma bolsa vinculada ao treinamento desses jovens por empresas privadas, evitando o que conhecemos como ‘efeito cicatriz’, que pode afetar a trajetória laboral daqueles que buscam a entrada no mercado de trabalho em um momento tão conturbado”, discursou. O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco, em imagem de arquivo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil O secretário se referiu aos programas Bônus de Inclusão Produtiva (BIP) e Bônus de Incentivo à Qualificação (BIQ), que têm sido mencionados pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em seus discursos. Por eles, o jovem trabalhador receberia cerca de R$ 600, somando as participações da empresa e do governo. Segundo Guedes, há grandes empresas interessadas em contratar pelos programas. Bianco falou sobre as medidas adotadas pelo governo em 2020. Disse que a reação enérgica permitiu a criação do Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm), um programa “elogiado por organismos internacionais em razão de sua capacidade de preservar tanto as vagas de trabalho, quanto a renda do trabalhador e a saúde financeira das empresas” e que permitiu a preservação de 10 milhões de empregos, defendeu. O secretário alou também sobre o auxílio emergencial, que no ano passado foi pago a 60 milhões de pessoas e manteve amparados aqueles que perderam seus rendimentos. O BEm e o Auxílio Emergencial foram retomados em 2021, destacou. Ele defendeu reformas do sistema de supervisão normativa da OIT, “para aprimoramento e atualização do sistema de supervisão normativa que aumentem sua transparência e objetividade e evitem politização.” O Brasil defende uma governança “mais democrática, transparente e representativa, em todas as instâncias da OIT”, disse Bianco, e apoia as discussões sobre a seleção de integrantes do Comitê de Políticos para um processo “transparente, objetivo, inclusivo e participativo.” O país apoia também a elaboração de uma declaração sobre a resposta à crise da covid-19, em discussão na presente conferência da OIT. “A recuperação deve incluir medidas que incentivem crescimento econômico e criação de empregos, inclusive por meio de ambiente favorável aos negócios e aproveitamento das oportunidades geradas pela digitalização e novas formas de trabalho”, afirmou.
Pesquisa do LinkedIn mostra onde estão as vagas para os recém-formados
Pesquisa da rede social profissional aponta que a área de tecnologia oferece o maior número de vagas para quem está entrando no mercado de trabalho; veja áreas e cargos em alta. Jovens enfrentam desafios para conseguir o primeiro emprego Pesquisa da rede social profissional LinkedIn aponta que a área de tecnologia oferece o maior número de vagas voltadas para os profissionais recém-formados. Experiência, formação, habilidades: veja fatores que mais influenciam na escolha de candidatos a emprego Currículo para primeiro emprego: veja dicas, como montar e baixe modelos Veja as vagas de emprego pelo país O levantamento mostrou ainda que as posições para quem está entrando no mercado de trabalho estão cada vez mais remotas. De 2020 para 2021, o volume de posições abertas neste modelo foi de 1,5% a 13,7%, entre 1 de janeiro a 31 de março. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) do IBGE mostram que o desemprego afeta mais os jovens. Entre os jovens de 18 a 24 anos, a taxa de desemprego (31%) foi bem mais alta do que a média nacional (14,7%) no 1º trimestre. O LinkedIn identificou ainda as 10 áreas com maior oferta de emprego, entre janeiro e março deste ano, para quem acabou de concluir os estudos: Software e serviços de TI Bens de consumo Manufatura Mídia e Comunicações Serviços corporativos Finanças Varejo Educação Energia e Mineração Assistência médica O levantamento também mostra os cargos que mais cresceram no período. Os profissionais de vendas ganharam espaço como consequência da mudança do comportamento do comprador e da digitalização das operações. Já os cargos ligados à área da tecnologia continuam aumentando. Veja abaixo: Vendedor(a) Auxiliar Administrativo Desenvolvedor(a) Técnico(a) Promotor(a) Técnico(a) mecânico(a) Contador(a) Engenheiro(a) de software Desenvolvedor(a) Dotnet Desenvolvedor(a) Frontend Desenvolvedor(a) web Operador(a) Associado de escritório Analista de informações Analista de Tecnologia da Informação “O setor de tecnologia vem oferecendo uma série de oportunidades para os profissionais e, por conta das características da área, também acaba refletindo muito na consolidação do trabalho remoto. Entre os cargos que estão crescendo mais rapidamente, destaque para os desenvolvedores web, frontend e dotnet, além dos engenheiros de software, por exemplo, que já têm cerca de 40% das posições com possibilidade de home office. Estes são achados importantes e podem ajudar a orientar o direcionamento de carreira dos que estão chegando no mercado agora”, afirma Guilherme Odri, editor do time editorial do LinkedIn. As regiões que concentram o maior número de vagas publicadas são: São Paulo Paraná Minas Gerais Rio Grande do Sul Santa Catarina Pernambuco Goiás Pesquisa mostra que jovens de 18 a 24 anos são os mais afetados pelo desemprego
Apps e jogos infantis na loja oficial do Android poderão ter selo de aprovação de professores

Google Play Store terá página dedicada com seleções de educadores. Objetivo é ajudar os pais a fazerem escolha apropriada. Ícone do Google. Patrick Semansky/AP A loja oficial de aplicativos para celulares Android, a Google Play Store, estreia nesta terça-feira (15) o selo "Aprovado por Professores" para apps e jogos infantis selecionados, além de uma aba dedicada com escolhas dos educadores. A página chamada "Crianças" aparece logo abaixo da barra de pesquisas da loja. A intenção é auxiliar os pais a fazerem escolhas mais apropriadas. Diversos aplicativos e games foram avaliadas por especialistas acadêmicos e professores de diversos países, incluindo educadores brasileiros. SAIBA MAIS: Google libera no Brasil app para pais controlarem o que crianças podem ou não fazer no celular iOS 15 e Android 12: veja o que vai mudar nos sistemas para celulares Aba crianças na Google Play Store Divulgação/Google Para dar o selo para algum app, o Google disse que foram levados em consideração fatores como adequação à idade, qualidade da experiência, aprendizado, exposição de publicidade e adequação de conteúdo. Até agora, mais de 100 apps e jogos receberam o selo. Na página de cada um deles aparecem os motivos da recomendação. Download seguro: saiba como baixar programas legítimos
Criador da web vai leiloar código-fonte de sua invenção como NFT

Será a primeira vez que Tim Berners-Lee, programador responsável pela origem da World Wide Web, conseguirá ganhar dinheiro diretamente com sua invenção. Tim Berners-Lee, o "pai" da internet. Creative Commons Tim Berners-Lee, o programador inglês responsável pela invenção da World Wide Web, vai vender o código-fonte por trás da rede mundial de computadores. São 9.000 linhas de códigos que serão leiloadas no final deste mês pela Sotheby’s como um NFT – "non fungible token" em inglês, ou token não fungível. Os tokens não fungíveis são certificados de propriedade vinculados a um produto digital, seja uma imagem, vídeo, animação, foto, som ou texto. NFT: 5 pontos sobre a tecnologia que torna um arquivo digital ‘único’ ENTEDA O NFT: como funciona o registro de coleções digitais que já valem milhões de dólares O leilão representará a primeira vez que Berners-Lee poderá ganhar dinheiro diretamente com sua invenção. O código-fonte responsável pela rede mundial de computadores e seu primeiro navegador foi concebido e programado por Berners-Lee entre 1989 e 1991, mas nunca foi patenteado. O material foi disponibilizado gratuitamente em domínio público pelo Cern, o laboratório de física de partículas na Suíça onde o cientista britânico trabalhava na época. Isso permitiu que a tecnologia fosse adotada amplamente. A proposta de Berners-Lee com a World Wide Web era oferecer uma maneira de vincular diferentes partes de informações armazenadas na internet por meio de hiperlinks. Sua ideia serviu como base para a maneira que usamos a rede hoje em dia. A Sotheby's irá leiloar uma coleção de quatro itens diferentes como um único NFT. São eles: os arquivos com registro de data e hora originais do código-fonte escrito para o projeto, uma visualização animada desse código, uma carta de Berners-Lee sobre o processo e um pôster digital do código criado por ele. A casa de leilões diz que deseja que o maior número possível de pessoas participe do leilão, por isso iniciou os lances com preços baixos, de US$ 1.000 (R$ 5.075, na cotação atual), que poderão ser feitos entre 23 a 30 de junho por meio de seu site. O que é NFT£ Obra de arte digital é vendida por quase US$ 70 milhões; entenda o que é o NFT A palavra-chave dos NFTs é "fungíveis": uma coisa que pode ser substituída por outra da mesma espécie. Portanto, o "não fungível" é único. NFT é um selo digital associado a um item que garante a sua autenticidade. Embora outras pessoas ainda possam baixar e copiar arquivos digitais infinitamente, os NFTs fazem sucesso porque algumas pessoas querem ser donas da obra original. O segredo é comparar a colecionadores de obras de arte. Qualquer pessoa pode baixar para o seu computador ou celular uma imagem de "Guernica", de Picasso, ou a "Mona Lisa", de Da Vinci. Mas só uma pessoa pode ter o status e o prazer de ser a dona do quadro. O NFT leva essa escassez - possibilidade única de propriedade - para a obra digital. Os tokens únicos são registrados na blockchain, ou "cadeia de blocos", que funciona como uma espécie de grande “livro contábil” digital que computa vários tipos de transações e tem registros espalhados por vários computadores.
Bovespa fecha em leve queda à espera de decisões sobre juros

Nesta terça-feira, o principal índice da bolsa teve queda de 0,09%, a 130.091 pontos. Painel da B3 - Bovespa Nelson Almeida/ AFP A bolsa de valores brasileira, a B3, fechou em queda nesta terça-feira (15), com o início das aguardadas reuniões de política monetária do Federal Reserve (Fed) e do Banco Central do Brasil – que anunciam suas decisões sobre juros nesta quarta-feira (16). O Ibovespa recuou 0,09%, a 130.091 pontos. Veja mais cotações. Na segunda-feira, a bolsa fechou em alta de 0,59%, a 130.208 pontos. No mês, acumula avanço de 3,07%. No ano, a valorização é de 9%. Governo elabora MP sobre racionamento de energia; estados enfrentam a pior seca em 91 anos Cenários Na cena externa, as atenções seguem voltadas para a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA). O órgão iniciou nesta terça-feira a sua reunião de dois dias. A expectativa é de que o BC dos EUA não fará qualquer mudança por ora, mas investidores avaliam que o salto na inflação pode provocar uma redução dos estímulos mais cedo do que o esperado. Na avaliação de economistas ouvidos pela Reuters, é provável que o Fed anuncie em agosto ou setembro uma estratégia para reduzir o seu programa de compra massiva de títulos, mas só deverá começar a cortar as compras mensais no início do próximo ano. No Brasil, a taxa de juros está atualmente em 3,5% ao ano e a expectativa do mercado é que o BC anuncie na quarta-feira o terceiro aumento consecutivo de 0,75 ponto percentual na taxa Selic, após a inflação ter disparado para 8,06% no acumulado em 12 meses até maio. Segundo pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira pelo Banco Central, os analistas do mercado elevaram de 5,75% para 6,25% ao ano a previsão para a Selic no fim de 2021. Com isso, a expectativa é de novas elevações dos juros nos próximos meses. Para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, a expectativa para este ano subiu de 5,44% para 5,82%. No caso do Produto Interno Bruto de 2021, os economistas subiram a estimativa para o crescimento de 4,36% para 4,85%. Variação do Ibovespa em 2021 G1 Economia
Vendas no varejo dos EUA caem em maio
Recuo foi de 1,3% em relação ao mês anterior, segundo dados do Departamento do Comércio. As vendas no varejo dos Estados Unidos caíram mais do que o esperado em maio, com os gastos voltando para os serviços em vez de bens, já que as vacinações permitem que os norte-americanos viajem e participem de outras atividades que antes estavam restritas devido à pandemia. As vendas no varejo caíram 1,3% no mês passado, informou o Departamento do Comércio nesta terça-feira (15). Os dados de abril foram revisados para cima para mostrar que as vendas aumentaram 0,9%, em vez de permanecerem inalteradas conforme publicado anteriormente. Economistas consultados pela Reuters esperavam uma queda de 0,8% nas vendas no varejo. Vice-presidente dos EUA faz giro pelo país para promover vacinação Durante a pandemia, a demanda mudou para bens como eletrônicos e veículos, uma vez que milhões de pessoas trabalhavam em casa, estudavam online e evitavam o transporte público. Agora, mais da metade dos adultos norte-americanos foram totalmente vacinados, aumentando a demanda por viagens aéreas, acomodação em hotéis, jantares e entretenimento, entre outras atividades. Vacinas, trilhões de dólares do governo norte-americano e taxas de juros baixas em nível recorde estão alimentando a demanda.
Saiba quando o WhatsApp apaga contas inativas e como saber se um número está cadastrado no aplicativo

Tira-dúvidas responde perguntas de leitora que teve a conta de WhatsApp roubada. Se você tem alguma dúvida sobre segurança da informação (antivírus, invasões, cibercrime, roubo de dados etc.), envie um e-mail para g1seguranca@globomail.com. A coluna responde perguntas deixadas por leitores às terças e quintas-feiras. Dependendo do aparelho em que uma conta foi reativada, WhatsApp pode apagar perfil em 45 ou 120 dias Altieres Rohr/G1 Eu vi no site do G1 que a conta do WhatsApp é excluída automaticamente após 30 dias de inatividade. É verídica essa informação£ E se eu fui clonada, hackeada e consequentemente troquei o número por não conseguir acessar minha conta no WhatsApp, tem como eu saber se há alguém usando a minha conta antiga£ Eu realmente fui clonada, não consegui recuperar meu WhatsApp e acabei trocando de número. Não pude efetuar a exclusão da conta, nem troca de número pelo aplicativo. Tem como saber se estão utilizando a conta ainda£ – Kedylla O prazo de 30 dias para apagar uma conta do WhatsApp já foi verídico, Kedylla, mas esses prazos foram modificados. O WhatsApp hoje trabalha com três prazos diferentes: 30 dias para mensagens não entregues. Se uma mensagem não puder ser entregue dentro de 30 dias, ela é apagada e terá de ser enviada novamente. Dessa forma, mensagens antigas não serão transmitidas a pessoas que acabaram de ativar uma conta de WhatsApp em um número que já estava em uso. 45 dias para contas ativadas em celulares diferentes. Se uma conta permaneceu inativa por 45 dias e é reativada em um aparelho diferente do anterior, o WhatsApp entende que o número do telefone foi "reciclado", ou seja, atribuído a um novo dono. Os dados da conta (foto, grupos e recado) são removidos. 120 dias para demais casos. Caso a conta permaneça inativa por 120 dias, os dados são removidos e não poderão ser recuperados, mesmo que a reativação ocorra no mesmo aparelho de telefone. Cada um desses prazos pode ser modificado a qualquer momento pelo WhatsApp. Veja onde está cada uma dessas informações: O prazo de 30 dias para mensagens não entregues está na política de privacidade do WhatsApp; O prazo de 45 dias para a reativação em um novo aparelho consta em um artigo sobre números já cadastrados no WhatsApp. O WhatsApp não deixa claro nesta página se os grupos também são removidos, mas a empresa confirmou em comunicado ao blog que todas as informações da conta são removidas; A remoção após 120 dias é a única que consta em um artigo sobre a remoção de contas inativas. O blog também perguntou ao WhatsApp como funcionam as ativações em aparelhos que foram redefinidos para o padrão de fábrica. Segundo a empresa, esses aparelhos são considerados novos. Dessa forma, ainda que a ativação seja no "mesmo" aparelho, ele será considerado um aparelho diferente depois da redefinição. Se o WhatsApp for reativado após 45 dias de inatividade, os dados antigos serão removidos. Para evitar surpresas com o WhatsApp, sempre use as opções 'Mudar número' e Apagar minha conta' ao trocar de número ou abandonar uma linha, respectivamente Reprodução Como saber se uma conta de WhatsApp ainda existe£ A segunda questão na pergunta, sobre como saber se há alguém ainda utilizando o seu número antigo, acaba envolvendo mais um daqueles detalhes "curiosos" do WhatsApp. Infelizmente, o WhatsApp não informa quando um número não está cadastrado no serviço. O que existe – e que tem quase o mesmo efeito – é aquilo que você já talvez já saiba: basta adicionar um contato na sua agenda e depois pesquisar dentro do WhatsApp para ver se esse contato aparece. Se o contato não aparecer no WhatsApp e não for possível enviar mensagens, é porque aquele número não possui uma conta de WhatsApp ativa. Se a mensagem puder ser enviada mas nunca for entregue (o segundo "tique" não aparecer do lado da mensagem), pode ser que a conta exista e não esteja ativada ou conectada em nenhum aparelho. Se você tiver o WhatsApp Web em seu navegador no computador, você também pode fazer a checagem acessando o link: https://api.whatsapp.com/send£phone=X Troque o final "X" pelo número de telefone que você quer verificar. Lembre-se de acrescentar o código de país (no caso do Brasil, é 55). Se for um número de São Paulo, por exemplo, você deve digitar 5511 (55 para o código de país do Brasil e 11 do DDD de São Paulo) seguido do número de telefone que você quer verificar. Se você receber um erro do WhatsApp Web, é porque o número não está ativo. Se a janela do WhatsApp Web abrir normalmente para que você envie uma mensagem, o número ainda tem uma conta "ativa", mas você só poderá saber se ela está conectada após enviar uma mensagem e conferir se aparecem os dois "tiques". Se aparecerem os "tiques", ela está conectada. Se aparecer um único tique, a conta pode estar dentro do prazo permitido de 120 dias de inatividade. Vale destacar que esse não é um método "oficial" do WhatsApp. Como já explicado, o serviço simplesmente não tem um mecanismo que diga se um número está ativo ou não. Por isso, o WhatsApp pode modificar o seu funcionamento para impedir que esse "truque" funcione. Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger Número não deve ser abandonado Antes de finalizar, vale um alerta: não é correto abandonar o número de telefone após o roubo da conta do WhatsApp. Em vez disso, você deve tentar reativar o WhatsApp imediatamente. Tire dúvidas sobre o WhatsApp: roubo da conta, golpe do pagamento antecipado e rastreamento de mensagens E-mail de recuperação do WhatsApp: saiba como evitar golpe que rouba conta mesmo com a verificação em duas etapas A tentativa de reativação faz que o acesso do invasor seja derrubado. A partir desse momento, começa a valer o prazo de sete dias para que o WhatsApp desligue a verificação em duas etapas e permita que você reative o WhatsApp normalmente em seu smartphone. Abandonar o número de telefone e deixar a conta na mão dos criminosos apenas permite que eles continuem tentando aplicar golpes em seus grupos e amigos. A denúncia da conta também não é um método eficiente para lidar com o roubo da conta. Embora a denúncia possa funcionar, ela talvez não tenha resultado imediato. A atitude correta é tentar reativar o WhatsApp. Dúvidas sobre segurança digital£ Envie um e-mail para g1seguranca@globomail.com Veja dicas para manter seguro on-line
Dólar fecha em queda de 0,53%, à espera de decisões de política de juros do Fed e do Copom

Nesta terça-feira (15), moeda norte-americana fechou com recuo de 0,53%, cotada a R$ 5,0428. Notas de dólar Reuters/Dado Ruvic O dólar fechou em queda de 0,53%, cotado a R$ 5,0428, nesta terça-feira (15), com investidores à espera das decisões de política de juros do Federal Reserve (Fed) e do Banco Central do Brasil. Os anúncios ocorrerão nesta quarta-feira (16). Com o resultado desta terça, a moeda norte-americana acumula recuo de 3,47% no mês e de 2,78% no ano. Veja mais cotações. Cenário Na cena externa, as atenções seguem voltadas para a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA). O órgão inicia nesta terça-feira a sua reunião de dois dias. A expectativa é de que o BC dos EUA não fará qualquer mudança por ora, mas investidores avaliam que o salto na inflação pode provocar uma redução dos estímulos mais cedo do que o esperado. Na avaliação de economistas ouvidos pela Reuters, é provável que o Fed anuncie em agosto ou setembro uma estratégia para reduzir o seu programa de compra massiva de títulos, mas só deverá começar a cortar as compras mensais no início do próximo ano. No Brasil, a taxa de juros está atualmente em 3,5% ao ano e a expectativa do mercado é que o BC anuncie na quarta-feira o terceiro aumento consecutivo de 0,75 ponto percentual na taxa Selic, após a inflação ter disparado para 8,06% no acumulado em 12 meses até maio. Segundo pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira pelo Banco Central, os analistas elevaram de 5,75% para 6,25% ao ano a previsão para a Selic no fim de 2021. Com isso, a expectativa é de novas elevações dos juros nos próximos meses. Já a projeção para a taxa de câmbio no fim de 2021 recuou de R$ 5,30 para R$ 5,18. Para o fim de 2022, caiu de R$ 5,30 para R$ 5,20 por dólar. Um cenário doméstico de juros mais altos tende a favorecer o real, segundo especialistas, uma vez que torna investimentos locais atrelados à Selic mais atraentes para o investidor estrangeiro. Índice que mede a desigualdade atinge o maior nível desde 2012, diz FGV Variação do dólar em 2021 G1
Saiba como se proteger de golpes virtuais
Golpes financeiros aplicados pelo celular e por computador aumentaram 340% desde o começo da pandemia, segundo a Febraban. Casos de golpes virtuais na pandemia aumentam 340%; saiba como se proteger ou denunciar Os golpes virtuais, aplicados pelo computador ou o celular, explodiram desde o início da pandemia. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o aumento foi de 340%. As quadrilhas passaram a montar centrais do crime, disparando mensagens falsas com pedidos de transferências em dinheiro, para parentes e amigos das vítimas. Na maioria das vezes, a polícia só é chamada quando a vítima já perdeu dinheiro para os bandidos, que nem sempre são localizados. Saiba como obter informações para se proteger ou denunciar golpes virtuais: Federação Brasileira de Bancos (Febraban) Banco Central O que fazer se sua conta do WhatsApp for roubada E-mail: support@whatsapp G1: Veja mais dicas sobre segurança digital no blog do Altieres Rohr
Lojas do shopping de Mogi reúnem sete oportunidades para quem busca emprego nesta terça; veja lista

Interessados devem entregar o currículo diretamente na loja ou no SAC. Lojas do shopping de Mogi reúnem sete oportunidades para quem busca emprego nesta terça Cristina Requena/Divulgação As lojas do shopping de Mogi das Cruzes reúnem sete oportunidades de emprego nesta terça-feira (15). Os candidatos devem acessar os estabelecimentos de acordo com o descritivo ou procurar pessoalmente o Balcão de Informações. Vagas em Mogi das Cruzes As oportunidades disponíveis são para a área de vendas e estoque. Vagas de emprego no shopping de Mogi das Cruzes O SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) está à disposição dos candidatos para informações, em frente à C&A. O Mogi Shopping fica na Avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, 1001 e funciona das 10h às 21h. Para mais informações o telefone é 4798-8800. Assista a mais notícias
Auxílio Emergencial 2021: governo antecipa pagamento da 3ª parcela; veja novo calendário

Pagamentos para os trabalhadores fora do Bolsa Família irão começar na sexta-feira (18) e saques em dinheiro serão liberados a partir de 1º de julho. O governo federal decidiu antecipar os pagamentos da terceira parcela do Auxílio Emergencial 2021 para o público inscrito via canais digitais e do Cadastro Único. O novo calendário foi publicado nesta terça-feira (15) no Diário Oficial da União. Caixa também deve antecipar pagamento da 4ª parcela, segundo presidente do banco Os pagamentos irão começar já na sexta-feira (18) e os saques em dinheiro serão liberados a partir de 1º de julho. Pelo calendário anterior, o crédito em poupança digital só iniciaria no dia 20, com saques a partir de 13 de julho. Confira o calendário completo Terei direito£ Quanto vou receber£ Veja perguntas e respostas SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL "A mudança mais significativa será para os nascidos em dezembro, que passam a ter direito à terceira parcela ainda em junho, no dia 30, junto com quem faz aniversário em novembro. Antes, quem nasceu no último mês do ano receberia em 21 de julho", destacou o Ministério da Cidadania. Novo calendário para Cadastro Único e inscritos via app e site Auxílio Emergencial - novo calendário da terceira parcela Reprodução/Ministério da Cidadania Calendário para público do Bolsa Família não muda Para o público do Bolsa Família nada muda. Os repasses continuarão sendo feitos de acordo com o calendário habitual do programa. Em junho, o início dos repasses será na próxima quinta-feira (17) para quem tem Número de Identificação Social (NIS) com final 1. O calendário de pagamento do programa é realizado nos 10 últimos dias úteis de cada mês. VEJA TAMBÉM PODCAST: Quase 15% da população se desfaz de poupança para evitar nome sujo; ouça dicas para organizar orçamento Pesquisa do LinkedIn mostra onde estão as vagas para os recém-formados Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família Economia G1 Contestações podem ser feitas até o dia 22 Os beneficiários que tiveram o auxílio cancelado têm até o dia 22 para contestar a decisão, segundo informou o ministério. Para verificar a possibilidade de retomar o pagamento do benefício, o cidadão deve entrar no site https://consultaauxilio.cidadania.gov.br, verificar se há parcela com a situação cancelada e clicar no botão “contestar”. Se a razão que motivou o cancelamento permitir contestação, o registro do cidadão será reanalisado pela Dataprev e o trabalhador poderá voltar a receber, caso seja aprovada a contestação. Por ora, o Auxílio Emergencial 2021 está definido em quatro parcelas, com valor médio de R$ 250, exceção às mulheres chefes de família monoparental (criam os filhos sozinhas), que recebem R$ 375, e os indivíduos que moram sozinhos (família unipessoal), que recebem R$ 150. O ministro da Economia, Paulo Guedes, já anunciou, porém, que o governo vai estender o pagamento do auxílio emergencial por mais dois ou três meses, até que, segundo ele, toda população adulta esteja vacinada no país. VÍDEO: 'Possivelmente nós vamos estender agora o auxilio emergencial por mais dois ou três meses', diz Paulo Guedes
5 empresas abrem vagas de emprego; veja lista
Itaú Unibanco, Casa & Vídeo, Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi), Fluke e Co.Aktion são as empresas com seleções abertas. As empresas Itaú Unibanco, Casa & Vídeo, Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi), Fluke e Co.Aktion estão com vagas de emprego abertas. Veja abaixo detalhes dos processos seletivos. Veja mais vagas de emprego pelo país Itaú Unibanco O Itaú Unibanco está contratando especialistas em investimento para atuar no Rio de Janeiro. Os profissionais deverão atuar no novo modelo de assessoria anunciado pelo banco, por ocasião da abertura de escritórios físicos no Rio de Janeiro, previstas para o início do segundo semestre. Entre os requisitos estão ter conhecimento dos produtos financeiros, dos players do mercado e do cenário político, além de certificação CPA20 (mínima exigida) ou também CFP e CEA, dependendo da função. Os especialistas serão colaboradores Itaú Unibanco, em regime CLT, com remuneração fixa e variável. Essa comissão será calculada a partir do volume alocado pelo investidor, e independente do produto escolhido. As metas, por sua vez, serão guiadas por volume de recursos captado e NPS. As inscrições podem ser feitas no link: https://www.itau.com.br/investimentos/assessoria. Casa & Vídeo A Casa & Vídeo anuncia a abertura de mais de 200 vagas de emprego com a sua expansão para o mercado de São Paulo. As oportunidades são para as funções de operador de loja, operador fiscal, promotor de vendas, gerente, subgerente de checkout e subgerente, para atuação nas 15 lojas. As primeiras a serem inauguradas serão em Cidade Dutra, Largo Treze, São Mateus, São Miguel Paulista e Jardim Ângela, na cidade de São Paulo, além de Pindamonhangaba. Os interessados devem acessar o site https://casaevideo.gupy.io/ e inscrever-se nas oportunidades com "São Paulo e região" no nome. Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi) A Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi) busca médicos radiologistas e ultrassonografistas para suas unidades da rede pública da cidade de São Paulo. As oportunidades são para início imediato e os interessados devem enviar currículo para supervisaomedica@fidi.org.br. O regime de contratação é por pessoa jurídica, sendo necessário ter CNPJ. Mais informações sobre a instituição podem ser obtidas em http://www.fidi.org.br/. Fluke A Fluke está com 47 vagas em aberto. As oportunidades são para Analista de BI / Dados, Analista de CRM, Analista de SEO e Inbound Marketing, Desenvolvedora Back-end, Desenvolvedora Front-end Mobile (React Native), Designer de Produto (UX/UI) e UX Researcher. Informações pelo link https://fluke.recruitee.com/ Co.Aktion A Co.Aktion, que reúne as empresas Aktie Now, Callwe, Droz e 2listen, têm 8 vagas abertas, com previsão de chegar a 16. As oportunidades são para Account Executive, Analista de Conteúdo, Analista de Dados, Analista de Inteligência de Mercado, Arquiteto de Soluções, Consultor de Implantação Bilíngue, Customer Success Manager, Desenvolvedor Full Stack e UX Designer. Informações pelo link: https://coaktion.gupy.io/
Três em cada 10 MEIs fecham as portas em até cinco anos de atividade no Brasil, aponta Sebrae

Pesquisa 'Sobrevivência de Empresas' revela que microempreendedores individuais têm a menor taxa de sobrevivência entre os pequenos negócios: 29%. Comércio é setor com maior taxa de mortalidade de MEIs, segundo pesquisa do Sebrae Reuters/Pilar Olivares Pesquisa "Sobrevivência de Empresas" divulgada pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas) nesta segunda-feira (14) aponta que três em cada 10 microempreendedores individuais (MEIs) fecham as portas em até cinco anos de atividade no Brasil. A taxa de mortalidade de negócios desse porte é de 29%. No mesmo período, as microempresas têm uma taxa de falência de 21,6%, enquanto as de pequeno porte, de 17%. De acordo com o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o estudo comprova que quanto maior o porte da empresa, maior a sobrevivência do negócio, uma vez que o empresário tem um preparo maior e, muitas vezes, opta por empreender por oportunidade e não por necessidade. A pesquisa aponta que 42% dos entrevistados estavam desempregados até três meses antes de abrir a empresa e 43% consideram que empreenderam por necessidade. “Entre os microempreendedores individuais há uma maior proporção de pessoas que estavam desempregadas antes de abrir o negócio e que, por isso, se capacitam menos e possuem um menor conhecimento e experiência anterior no ramo que escolheram, o que afeta diretamente a sobrevivência do negócio”, afirma Melles. É possível inferir também que a maior taxa de mortalidade dos MEIs também esteja associada à extrema facilidade de abrir e de fechar esse tipo de empreendimento, em comparação às Microempresas (ME) e às Empresas de Pequeno Porte (EPP). O cenário também é agravado pela dificuldade em obter crédito para manter o capital de giro e conseguir superar obstáculos, como os ocasionados pela Covid-19. “Independentemente do porte, 41% dos entrevistados citaram explicitamente como causa do encerramento da empresa a pandemia do coronavírus. Para 22%, a falta de capital de giro foi primordial para o fechamento do negócio”, explicou o presidente do Sebrae. De acordo com o Sebrae, entre as empresas que encerraram as suas atividades, cerca de 34% dos entrevistados acreditam que ter acesso a crédito poderia ter evitado o fechamento da empresa. Apenas 7% desse grupo de empresas solicitaram crédito bancário e obtiveram êxito. Ao analisar a sobrevivência por setor, a maior taxa de mortalidade em cinco anos é verificada no comércio (30,2%). Na sequência, aparecem indústria da transformação (com 27,3%) e serviços, com 26,6%. As menores taxas de mortalidade estão na indústria extrativa (14,3%) e na agropecuária (18%).
Anúncios no Google divulgam sites falsos para negociar e quitar dívidas com descontos oferecidos por WhatsApp

Fraude, que também é promovida por e-mail, pode aparecer em pesquisas por termos como 'quitar dívidas' ou 'limpar nome'. Após 'negociar' um desconto, criminosos oferecem boleto falso para a quitação da dívida. Altieres Rohr/G1 Golpistas estão contratando a plataforma de publicidade do Google para impulsionar sites falsos aos primeiros resultados de buscas relacionadas à quitação de dívidas e boletos. Isso é possível porque, antes dos resultados ditos "orgânicos" – que dependem da relevância de cada página –, o Google mostra os links patrocinados por quem paga pelo destaque. Golpes no WhatsApp: saiba como se proteger Pesquisar para "quitar boletos", "limpar nome" e "pagar dívida" são alguns exemplos em que esses sites podem aparecer em meio a outras páginas legítimas de bancos e assessorias de cobrança, prejudicando usuários e empresas legítimas do setor. O blog tem monitorado os resultados das buscas desde fevereiro e encontrou vários resultados fraudulentos em todas as vezes que os termos foram checados. A última checagem foi neste domingo (13), em que um dos resultados para "quitar dívida" era um site falso em nome do Serasa. Além da Serasa e outra empresa, Google deixou link para site fraudulento com endereço 'genérico' Reprodução Caso a vítima acesse o link oferecido, a página normalmente promete descontos para quitar dívidas ou boletos. Na maioria das vezes, é sugerido que a vítima inicie uma negociação por WhatsApp. Durante a conversa pelo aplicativo, os golpistas pedem dados, como nome e CPF, e podem solicitar detalhes sobre os débitos pendentes. Em seguida, é oferecido um desconto e um boleto para o pagamento. Se o boleto for pago, o dinheiro irá para a conta dos criminosos e as dívidas não serão pagas. Recuperar o dinheiro pode ser muito difícil, já que os valores poderão ser sacados já no dia seguinte. Nesta pesquisa, o primeiro resultado por 'quitar dívida' aponta para site que foi suspenso em nome de empresa que não existe Reprodução Os golpistas muitas vezes prometem que o nome ficará limpo em 72 horas após o pagamento, permitindo que eles ganhem tempo para retirar o dinheiro do banco. Adriano, que mora em Diadema (SP), enviou um e-mail ao blog contando que sua esposa foi vítima do golpe da quitação falsa. No caso dele, os criminosos utilizaram um e-mail para divulgar o site falso, mas a negociação também ocorreu pelo WhatsApp informado na página. "Eles pedem o CPF e aparece todas as nossas dívidas, tudo direitinho. Embaixo ele faz uma proposta mais barata, pouco menos que a metade do preço, para você quitar. Na hora, na inocência, a gente pensa que é verdade, porque é tudo direitinho, e acaba caindo", relembra Adriano. Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger Como evitar o golpe Segundo Paula Gasola, coordenadora da comissão de prevenção de fraudes da Associação Nacional das Instituições de Crédito (Acrefi), conferir o beneficiário do boleto é a dica mais importante para evitar essa fraude. A informação completa sobre o beneficiário, como nome e CNPJ, deve aparecer durante a confirmação do pagamento do boleto. Na maioria das fraudes, os dados do beneficiário não vão corresponder a qualquer entidade legítima. "O beneficiário será uma pessoa física ou uma pessoa jurídica que não é credora daquele débito", explica Gasola. Como identificar se um boleto é verdadeiro ou falso£ Qual o meio mais seguro para pagar um boleto£ Segurança dos boletos: o que fazer com cobranças não autorizadas no DDA£ Como identificar vírus que mudam boletos£ Página falsa usa o nome da plataforma Nome Limpo da Serasa, mas redireciona vítima para canal de contato que não pertence à empresa. Reprodução Outro ingrediente essencial do golpe são as informações entregues pela própria vítima, como nome, CPF e dados da dívida. Com isso em mãos, o criminoso pode apresentar dados aparentemente legítimos sobre o débito. "Nunca forneça seus dados em um link de WhatsApp ou através de um site que não é da instituição", recomenda Gasola. Desconfiar dos descontos oferecidos também pode ajudar. Em muitos casos, o consumidor pode conseguir qualquer desconto disponível negociando diretamente com a empresa credora. Como os golpistas não se limitam aos descontos reais, eles normalmente farão ofertas incompatíveis com aquilo que os credores oferecem. Gasola recomenda que o consumidor busque a própria instituição, e não um intermediário, para se informar sobre possíveis descontos. Baixa complexidade técnica dificulta repressão Segundo o especialista em segurança Aldo Albuquerque, da Tempest Security Intelligence, este não é um golpe novo e nem é difícil de ser realizado do ponto de vista técnico. Graças ao monitoramento de especialistas e do próprio Google, estas páginas não costumam ficar muito tempo no ar. Por isso, a evolução do golpe tem o objetivo de dificultar esse trabalho. "Os criminosos têm preferido registrar domínios ou utilizar sites de hospedagem gratuita, pois isso aumenta a credibilidade do golpe perante as vítimas e em alguns casos ajudam na permanência do site fraudulento do ar por mais tempo", revela Albuquerque. Outra tática, que a Tempest vem observando desde o início da pandemia, é a divulgação de links diretos do WhatsApp. Nesse caso, não há uma página falsa – apenas o contato direto com o fraudador. Mais recentemente, esses links também começaram a aparecer em e-mails enviados em massa. Como o WhatsApp já se tornou um meio legítimo de interação com prestadores de serviços e comerciantes, muitas vítimas acabam não suspeitando da fraude. "Os fraudadores se aproveitam dessa tendência para se passar por estes canais oficiais e aumentam a credulidade do golpe", explica o especialista. O que diz o Google Mesmo com a recorrência da fraude ao longo dos meses, o Google não se comprometeu com a adoção de medidas específicas para coibir esta fraude. Em resposta ao blog, empresa destacou que combate todo tipo de fraude publicitária e que removeu 3,1 bilhões de anúncios em 2020 – uma média de 5,9 mil remoções por minuto. Essas remoções dependem de uma violação explícita das políticas do Google. "Quando não há elementos suficientes para identificar se houve uma violação das nossas políticas, cabe à Justiça determinar a remoção do conteúdo, de acordo com os termos do Marco Civil", defendeu a empresa. O Google recomendou que usuários só forneçam seus dados em serviços e aplicativos legítimos, como o banco ou páginas do governo. Dados não devem ser fornecidos quando não houver certeza de que se trata de uma comunicação legítima. A empresa também informou que usuários podem denunciar peças de publicidade suspeita. A denúncia exige que o usuário clique no link "Por que esse anúncio£", acessível por um pequeno ícone no canto da peça. Durante a pandemia, o Google adotou resultados especiais em buscas ligadas ao coronavírus para evitar fraudes e a desinformação. O blog perguntou se uma medida semelhante poderia ser adotada com as fraudes financeira. A empresa respondeu apenas que continuaria tomando as medidas cabíveis para anúncios que violem suas políticas. Só usuários têm acesso a dados, diz Serasa Os criminosos utilizam marcas inventadas em muitas das páginas falsas, o que ajuda a desviar a atenção de especialistas e filtros. Ainda assim, muitas ofertas fraudulentas são realizadas em nome da Serasa, que também opera uma plataforma legítima de negociação, a "Serasa Limpa Nome". O blog perguntou se a Serasa sabia de alguma fraude em que os criminosos conseguiram obter dados referentes às dívidas diretamente dos sistemas da empresa. A empresa alegou que o acesso aos dados de dívidas é pessoal – ou seja, apenas o próprio indivíduo tem acesso a eles pelo site da Serasa. Contudo, muitos dados públicos disponíveis na web, como as redes sociais, facilitam a criação de fraudes. "Infelizmente, os crimes virtuais têm aumentado bastante e os criminosos podem conseguir dados apenas acessando as redes sociais de qualquer pessoa, como por exemplo dia do aniversário, local de trabalho, nome de companheiro (a), endereço, entre outros", alertou a empresa. A companhia revelou que monitora a web para identificar e denunciar páginas falsas, mas reconheceu que há desafios. "A criação de novas páginas fraudulentas é bastante frequente, considerando a facilidade para sua criação e a dificuldade de alcançar os responsáveis", disse a Serasa. Por esse motivo, a Serasa disse que disponibiliza materiais informativos em seu site para ajudar o consumidor a identificar ou ao menos suspeitas das fraudes. Fraude também prejudica empresas do setor No fogo cruzado entre as grandes empresas do mercado, o Google e os golpistas, anunciantes de menor porte podem acabar com dificuldade para divulgar seus serviços – tanto por serem confundidos com os golpistas como pelo preço elevado da publicidade. Segundo Carlos Roberto, que atua como profissional de marketing digital especializado em Google Ads e acompanha fraudes como essas há anos, a presença dos criminosos inflaciona o preço dos "cliques" nos anúncios, que são decididos por um "leilão". Quanto mais anunciantes estão interessados em adquirir uma posição privilegiada, maior precisa ser o valor oferecido pelos cliques. No caso dos termos em que há presença de fraudadores, o custo pode chegar a 12 reais por clique, segundo Roberto. Isso acontece porque os golpistas podem "pagar" a publicidade com dinheiro roubado ou cartões falsos, colocando valores acima do que é sustentável no mercado. "As maiores prejudicadas são as fintechs, que precisam gastar mais com publicidade devido ao custo maior do leilão da primeira página do Google. E muitos usuários que poderiam contratar serviços financeiros online ficam com receio por já terem caído em golpe ou por estarem sem dinheiro para conseguir contratar um serviço real", opina Roberto. Além de quitação de dívida, também há outros golpes, como supostos empréstimos que exigem pagamento antecipado e investimentos com retornos falsos. Para o profissional, seria necessário mudar o procedimento de aprovação de anúncios para acabar com essas e outras fraudes. Hackers invadem perfis de Facebook e Instagram para realizar golpes em posts patrocinados Embora uma página falsa possa ficar de uma a duas semanas nos resultados, ele acredita que o problema não seria solucionado mesmo que os anúncios fossem derrubados em menos de três dias. Como os criminosos sempre não têm apego a uma marca e nem custo alto para criar os sites, eles só teriam de aumentar o ritmo da criação de páginas falsas para que o golpe continuasse lucrativo. "Na minha opinião, como o Google detém o monopólio da internet, é obrigação do motor de busca impedir que esses resultados de anúncios apareçam no topo das pesquisas", diz Roberto. Segundo dados da statCounter para maio de 2021, o Google detém 96,88% do mercado de buscas no Brasil. Dúvidas sobre segurança, hackers e vírus£ Envie para g1seguranca@globomail.com Veja dicas para se manter seguro on-line :
Emprego: confira 246 vagas ofertadas através da Agência do Trabalho em 18 municípios de Pernambuco nesta terça-feira

Psiquiatra, pedreiro, auxiliar de limpeza e eletrotécnico estão entre oportunidades disponíveis. Atendimento de interessados nos postos de trabalho é feito mediante agendamento. Vagas desta terça-feira (15) foram ofertadas em 18 municípios do estado Reprodução / TV Globo O sistema público da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq-PE), através das Agências do Trabalho, oferece 246 vagas de emprego em 18 municípios do estado, nesta terça-feira (15). Do total, 61 vagas foram reservadas para pessoas com deficiência. Em Goiana, na Zona da Mata, oportunidades foram oferecidas para médico nas especialidades de dermatologista, endocrinologista, oftalmologista, ginecologista, entre outras. Pedreiro, auxiliar de limpeza, padeiro, eletrotécnico, promotor de vendas, açougueiro e jardineiro estão entre os postos de trabalho ofertados em outros municípios (confira lista completa mais abaixo). As vagas foram disponibilizadas no Recife (20), Araripina (4), Bezerros (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Camaragibe (4), Caruaru (25), Garanhuns (2), Goiana (58), Ipojuca (18), Nazaré da Mata (5), Palmares (1), Paudalho (3), Paulista (63), Petrolina (10), Santa Cruz do Capibaribe (8), São Lourenço da Mata (7), Serra Talhada (6) e Vitória de Santo Antão (9). Os interessados devem realizar agendamento para as unidades da Agência do Trabalho através do site da Seteq-PE. Vagas de emprego Vagas para pessoas com deficiência Vagas temporárias Carteira digital Atualmente, o trabalhador pode usar a versão digital da carteira de trabalho (veja vídeo abaixo): Veja como ter acesso à carteira de trabalho digital VÍDEOS: Mais assistidos de PE nos últimos 7 dias
Confiança no mercado de trabalho cai após três altas seguidas; 90% dos desempregados apontam dificuldade na recolocação

Percepção caminha junto com a disposição das companhias para novas contratações, com 63% dos recrutadores indicando que a intenção de sua empresa em realizar contratações é média (32%) ou baixa (31%), segundo Índice de Confiança Robert Half. A 16ª edição do Índice de Confiança Robert Half aponta para a redução na confiança do mercado de trabalho por profissionais qualificados após três trimestres consecutivos de alta, atingindo 30,7 pontos em junho, no indicador para a situação atual. Em relação à situação futura também houve recuo, para 49,7 pontos, mas o indicador mostra que as pessoas tendem a ser mais confiantes quando se trata de expectativas para daqui a seis meses. Apesar do recuo, o indicador isolado do grupo dos recrutadores – os responsáveis ou que possuem influência no recrutamento nas empresas – segue otimista e com viés de alta, passando de 52,9 para 54,2 pontos. Confiança no mercado de trabalho Economia G1 De acordo com a pesquisa, 84% dos profissionais empregados afirmaram que conseguir trabalho atualmente está difícil ou muito difícil. Entre os desempregados, o percentual sobe para 90%. A percepção caminha junto com a disposição das companhias para novas contratações, com 63% dos recrutadores indicando que a intenção de sua empresa em realizar contratações é média (32%) ou baixa (31%). No entanto, 70% afirmaram que a intenção da empresa em fazer cortes é baixa ou muito baixa. Mesmo que influenciados pela pandemia, mais da metade dos profissionais empregados está confiante em manter o emprego atual (55%), porém, 68% acreditam que parentes, amigos ou colegas estão com dificuldades para manter seus postos de trabalho. Por outra perspectiva, na visão de 61% dos recrutadores entrevistados, contratar profissionais qualificados hoje está difícil ou muito difícil e, para 62%, essa situação não deve mudar nos próximos seis meses. “Mesmo que a situação não seja a ideal, é sempre preferível olhar o copo meio cheio, pois desta forma a evolução é possível. O otimismo dos recrutadores pode indicar retomada, projetos saindo da gaveta e a necessidade de novas contratações. Para as empresas, é recomendável planejar as ações e certificar-se de que contam com os melhores talentos no processo de retomada, além de refletir sobre políticas de retenção de talentos, para que os melhores profissionais não sejam atraídos por companhias mais preparadas”, afirma Fernando Mantovani, diretor geral da Robert Half para a América do Sul. “Aos profissionais, é um momento estratégico para focar em qualificação e nas habilidades mais demandadas pelas empresas nesse novo momento do mercado para não perder possíveis oportunidades”, orienta o executivo. A força do segundo idioma Segundo a pesquisa, 57% dos recrutadores afirmam que sua empresa exige dos profissionais fluência ou nível avançado em outro idioma além da língua portuguesa. Os três idiomas mais valorizados são: inglês (99%), espanhol (56%) e alemão (8%), que ultrapassou o francês e se posicionou como a terceira língua mais exigida pelas empresas. Contratação para projetos segue em alta De acordo com a pesquisa, o modelo de contratação para projetos, ou seja, para temporários, segue em alta e 84% dos profissionais acreditam que a experiência é positiva para o currículo, além de carregar vantagens como networking (75%), aquisição de experiência (75%) e flexibilidade (68%). Já para os recrutadores, os 5 motivos que os levam a contratar um profissional para projeto são: oportunidades pontuais necessidade de agilidade e flexibilidade aliviar sobrecarga da equipe falta de funcionários na empresa imprevisibilidade do cenário econômico “Muitas empresas têm optado por contratar profissionais para projetos especializados, seja por falta de funcionários contratados, pela necessidade de um conhecimento específico ou até para aliviar a carga de trabalho de colaboradores permanentes. Se você é um profissional em busca de recolocação, fique atento às estratégias de contratação das companhias para a retomada”, indica Mantovani.
Veja as vagas de emprego oferecidas em Petrolina e Araripina nesta terça-feira

Os interessados nas oportunidades podem entrar em contato com a Seteq através da internet. Carteira de trabalho, Goiás Divulgação/Prefeitura de Aparecida de Goiânia Foram divulgadas as vagas de emprego disponíveis nesta terça-feira (15) em Petrolina e Araripina, no Sertão de Pernambuco. As oportunidades são disponibilizadas pela Agência do Trabalho de Pernambuco e atualizadas no G1 Petrolina. Os interessados nas oportunidades podem entrar em contato com a Seteq através da internet. O atendimento na Agência do Trabalho ocorre apenas com agendamento prévio, feito tanto pelo site da secretaria, quanto pelo Portal Cidadão. Petrolina Contato: (87) 3866 - 6540 Vagas disponíveis Araripina Contato: (87) 3873 - 8381 Vagas disponíveis Vídeos: mais assistidos do Sertão de PE
Feed Fetched by RSS Dog.